summary_large_image
A ANEMIA
No rescaldo, voltámos à lengalenga do “levantar a cabeça”, demonstrando que, dentro e fora de campo, jogadores, treinador e direção estão numa anemia inexplicável
10 Jan 2023, 07:52

Ano Novo afinal sem vida nova. O jogo do Sporting, ontem no Funchal, mostrou mais uma vez uma equipa frágil fora de casa, sem capacidade de reação às contrariedades.  Tal facto não se entende, nem se compreende, tendo o Porto perdido dois pontos no dia anterior, frente ao Casa Pia, e ir-se disputar no próximo dia 15, pelas 18 horas, um derby no Estádio da Luz que nos poderia colocar a seis pontos da liderança. Ao invés, ficámos a doze (!) pontos da liderança e a seis (!) da posição que dá acesso direto à Champions, ocupada pelo Braga, estando o Porto, no terceiro lugar, a cinco pontos de distância.

Em quinze jornadas apenas, verifica-se uma prestação muito frouxa. A causa é fácil de observar: fora de casa, o Sporting é apenas o oitavo(!) classificado, somando dez pontos em 8 jogos, com um score de golos de -2 (1).  A muralha defensiva que existia com Palhinha e Matheus Nunes não passa agora duma miragem. No jogo de ontem, raramente os jogadores do Sporting ganhavam os duelos individuais. Nuno Santos, sendo dos poucos jogadores que possuem “sangue na guelra” para emprestar à equipa, começou no banco, quiçá porque Amorim teve medo do quinto amarelo.  Coates também saiu, quando a equipa já perdia, para dar lugar a um Saint Juste sem ritmo.  Ruben Amorim esqueceu-se do ditado popular: “Mais vale um pássaro na mão que dois a voar”, falhando ao tentar jogar em simultâneo o jogo da Luz antes de assegurar os três pontos na Madeira. Sem surpresa, a arbitragem foi medíocre e o VAR tendencioso contra o Sporting, alguém com “histórico” conforme o Leonino reportou (2), mas quando se vê uma equipa do Sporting sem nervo, sem respeito próprio nem autoridade futebolística no campo, fica mais fácil para que os enganos aconteçam. A quinta derrota em quinze jogos aconteceu, com mercado aberto e, ao que parece, com as saídas de Porro e Edwards em equação. No rescaldo, voltámos à lengalenga do “levantar a cabeça”, demonstrando que, dentro e fora de campo, jogadores, treinador e direção estão numa anemia inexplicável. Acordem!

Com o anúncio de Roberto Martinez como novo selecionador nacional, parece também haver alguma anemia para os lados da FPF. Tal facto não pode ser imputado a jogadores do Sporting visto que nenhum foi convocado para o Qatar… Se a Fernando Santos era apontado o baixo carisma, bem como o aparente desperdício duma geração, a FPF “brinda-nos” com o “Fernando Santos” da Bélgica, com a agravante do nosso ter, pelo menos, ganho um Euro e uma Liga das Nações.  Honra seja feita a Gilberto Madail quando em 2002, após um rocambolesco Mundial na Coreia, teve a coragem e a capacidade de contratar Luiz Felipe Scolari, para “cortar a direito”, rompendo com vícios, muitos deles que vinham de dentro da própria FPF e catapultar a Seleção Portuguesa para um patamar de elite durante uma década e meia, quiçá sendo a base dos êxitos de Fernando Santos. Curiosidade, pois, para ver o que irá acontecer, estando o dossier “Ronaldo” no topo das atenções.

Diretor Leonino

 

(1) https://www.flashscore.pt/futebol/portugal/liga-portugal/classificacoes/#/0npsaei3/table/away

(2) https://leonino.pt/var-que-nao-viu-penalti-claro-sobre-porro-tem-cadastro-com-o-sporting/

  Comentários
Mais Opinião
Pedro Geada
ESTÁ DADO O ´PONTAPÉ DE SAÍDA´
Sendo um projeto de e para Sportinguistas, queremos que seja, e será certamente, um ‘rugido’ de referência que se ouvirá no Reino do Leão!
Pedro Geada
DA “GUERRA DOS SEIS DIAS” AO VIETNAME”
Diz o povo que "mais vale um mau acordo que uma boa demanda"...será isso possível neste caso?
Pedro Geada
A LIDERANÇA E O HORROR AO VAZIO
A falta de atitude, garra e vontade de vencer é das coisas que mais irrita os Sportinguistas, quase tanto como os próprios insucessos.
Pedro Geada
ESTE SILÊNCIO NÃO É DE OURO… É DE LATA!
O Presidente do Sporting deve ser o primeiro guardião dessa ambição, dessa exigência e dessa intransigência, a favor da excelência na performance de equipas e atletas!
Pedro Geada
NIXON NA JUGOSLÁVIA COM OS OUVIDOS EM PARIS
É preciso que o bom senso e o sentido de Clube voltem a imperar, colocando os superiores interesses do Sporting em primeiro lugar!
Pedro Geada
UM SÁBADO DO INVERNO DO NOSSO DESCONTENTAMENTO
Presume-se assim que Salgado Zenha não seja fã de campismo... mas nem os rivais diminuem o Sporting com declarações destas.
Pedro Geada
3 + 3 x 3: A CONTA QUE O FUTEBOL FEZ
Miguel Albuquerque sabe que o seu desempenho como Diretor é avaliado por resultados e títulos, sinalizando, assim, que não está com contemplações para quem não os obtém.
Pedro Geada
ASSUMIR RESPONSABILIDADES E TOMAR DECISÕES
Os 11 anos de futebol, que Varandas tanto proclamou, agravam agora um atestado de inaptidão para deter o pelouro do Futebol na SAD.
Subscreva a newsletter Leonino
Email