summary_large_image
À RAZÃO O QUE É DA RAZÃO! À PAIXÃO O QUE É DA PAIXÃO!
Um mandato não é um cheque em branco! É a legitimação para o cumprimento de um programa eleitoral! E os sócios têm toda a legitimidade de fazerem o escrutínio, sobre as decisões dos órgãos sociais.
07 Out 2021, 10:33

Caras amigas e caros amigos sportinguistas!

Tenho a consciência de que, por estes dias, é muito difícil emitir qualquer opinião sobre o nosso Sporting, sem que ela não seja “mimada” com muita falta de tolerância e pouco sentido democrático. Contudo, na minha já longa vida, nunca fiz nada por conveniência, mas sim, e sempre, por convicção! É assim que gosto e sei estar na vida, em qualquer dos desafios que ela me coloque.

Num clube desportivo existem sempre dois grandes “campos”:

  1. O da “Razão”! Aquele que se deve pautar por critérios racionais, alicerçados no conhecimento, experiência e profissionalismo, como forma de se poderem atingir metas, previamente definidas, que catalisem o clube para o sucesso desportivo e empresarial.
  2. O da “Paixão”! Aquele que nos é transmitido de geração em geração e que é o catalisador de momentos únicos. A paixão que nos faz correr para o estádio para apoiar, incondicionalmente, os nossos atletas, sempre que estes saibam horar aquelas camisolas, através da sua dedicação, garra e profissionalismo!

Tenho vindo a verificar que existe uma grande confusão entre estas duas realidades. Sendo ambas importantíssimas para o Sporting, não se devem confundir! Eu, como sportinguista, sócio e adepto, apoio sempre e convictamente os nossos atletas! Sejam eles de que modalidade forem. Sempre que os mesmo honrem, com sua dedicação, a história ímpar do Sporting Clube de Portugal! E, é neste “campo” que temos de estar TODOS UNIDOS! No campo da paixão! Do amor pelo nosso Sporting! Todos temos que desejar SEMPRE o melhor para o Sporting. TODOS OS SPORTINGUISTAS CONTAM! Não podemos deixar ninguém de fora. Ninguém que, como eu, sente esta paixão, este amor pelo clube.

Para que se consiga atingir esta união, no campo da paixão, é preciso que quem tem a honra e a enorme responsabilidade de dirigir os destinos do clube seja capaz de ver os interesses do Sporting, acima de tudo e de todos. E o bem do clube deve ser o bem de TODOS OS SPORTINGUISTAS! O Sporting só pode estar bem se todos os sportinguistas forem tratados por igual!

No campo da razão, o Sporting não precisa, nem deve ter sócios que pensem todos da mesma maneira! Queremos todos ganhar e fazer o Sporting cada vez maior! Isso é o que nos deve unir! Mas a forma de o atingir pode e deve ser pensada de maneiras diferentes! É da pluralidade de opiniões que se apuram as melhores soluções! Um clube como o Sporting, que conta com tanta gente capaz, deve estar aberto a escutar…

Tenho verificado, pela informação que nos é facultada, uma certa falta de abertura…

A liderança exerce-se pelo diálogo, pela busca de pontes que levem aos maiores consensos, sempre na senda dos superiores interesses do Sporting. Ceder nem sempre é fracassar! Muitas vezes é “somente” servir o que se ama e cuida! E todos devemos estar preparados para ceder, em nome do que nos une!

Ninguém é dono da verdade! A razão nunca reside só num dos lados! Por isso, é preciso que a tolerância e o bom-senso imperem, sob um manto de humildade, perante a glória e os interesses do Sporting!

Um mandato não é um cheque em branco! É a legitimação para o cumprimento de um programa eleitoral! E os sócios têm toda a legitimidade de fazerem o escrutínio, sobre as decisões dos órgãos sociais do clube. Direito este que deve ser exercido SEMPRE de forma elevada e que nunca belisque a reputação do Sporting! Para isso é preciso fazer-se cumprir os estatutos do clube! É preciso respeitar as decisões que resultem das Assembleias Gerais, tenham elas 200, 400 ou 30.000 sócios presentes. É assim que funciona a democracia. Os que estão presentes, por maioria, decidem em nome de todos! E, esta maioria não pode ser tida como representativa, quando os resultados servem os nossos interesses. E tidas como marginais, quando não os servem. Esta é uma postura que divide os sportinguistas! Que cria sportinguistas de primeira, de segunda ou de coisa nenhuma…

O orçamento e contas são “ferramentas” Importantíssimas para o bom funcionamento do Sporting! Estes documentos devem ser votados unicamente pela pertinência dos mesmos! Eles não devem ser usados como arma que sirva outros fins! Fazê-lo seria não servir os interesses do Sporting!

Não é a provação ou o chumbo do orçamento e contas que vai trazer a paz ao Sporting! A paz, que não quer dizer o pensarmos todos da mesma forma, mas sim queremos todos o melhor para o Sporting, só se atingirá quando houver a humildade, capacidade, competência e profissionalismo para saber ouvir e decidir para unir.

É tempo de dar espaço aos reencontros! Da razão fazer do diálogo a sua arma! E da paixão continuar a invadir os campos com o nosso amor pelo Sporting!

Um Sporting forte, precisa de TODOS OS SPORTINGUISTAS!

NOTA: Não queria deixar de aproveitar esta oportunidade para dar os meus parabéns à nossa seleção nacional de futsal que, no passado domingo, escreveu uma maravilhosa e singular página na história do desporto português! Obrigado a todos os incríveis autores desta proeza e, permitam-me que envie um abraço muito especial aos jogadores do nosso Sporting que muito contribuíram para este feito!

VIVA O SPORTING!

Um abraço a todos e saudações leoninas!

  Comentários
Mais Opinião
Joaquim Coutinho Duarte
SÓ COESOS E ORGANIZADOS VAMOS VENCER
Seremos capazes e temos liderança para o efeito? Fica a questão…
Joaquim Coutinho Duarte
SILÊNCIO QUE BRANQUEIA
Senhor Presidente da Assembleia Geral, chegou a hora de demonstrar que honra o lugar que lhe foi confiado, e que é merecedor de tal prestígio!
Joaquim Coutinho Duarte
SOMOS UM CLUBE ARRASADO PSICOLOGICAMENTE
Só nos resta suplicar: SALVEM-NOS! Que nós, por nós mesmos, estamos incapazes!
Joaquim Coutinho Duarte
TRABALHO, ORGANIZAÇÃO (PLANO DE ACÇÃO) E DISCIPLINA
Todos devem dar o seu melhor para resolver esta divisão que existe. Não podemos continuar de costas voltadas, uns para os outros, fazendo “um favor” aos nossos adversários.
Joaquim Coutinho Duarte
DESAFIO!
Lanço o desafio a todos os anteriores candidatos, e aos que se venham a apresentar numas próximas eleições, que nos sentemos à mesma mesa, para pensarmos o Sporting de hoje e de amanhã!
Joaquim Coutinho Duarte
NÃO PODE VALER TUDO
Se já vendemos os melhores, quase todos, e não investimos em quem possa vir a substituí-los, como iremos sobreviver desportivamente e financeiramente?
Joaquim Coutinho Duarte
CRIANDO PONTES
Em democracia governa-se ganhando eleições. E, democraticamente, critica-se quem “governa”, como forma de lembrar as promessas feitas eleitoralmente. Os mandatos são para se cumprir, mas, as promessas
Joaquim Coutinho Duarte
“CRIAR PONTES”, JÁ EM ANDAMENTO
Os problemas são de uma evidência gritante, que nenhuma técnica de comunicação, por mais sofisticada que seja, consegue branquear!