summary_large_image
ACREDITAR
Pela primeira vez desde que Frederico Varandas assumiu a presidência sinto os Sportinguistas unidos em torno de um único objectivo: O título.
28 Fev 2021, 09:30

A vida inteira ouvi de rivais “deixem de chorar, joguem futebol”, o curioso é que quando comecei a jogar futebol os outros é que começaram com o choro.

O jogo deste sábado deixou a desejar no que ao resultado diz respeito, foi um jogo que não vencemos, foi um jogo em que faltaram os golos, mas não faltou competência ao Sporting para fazer frente ao actual Campeão Nacional.

É certo que ainda faltam jogos complicados , ainda falta jogar com o Braga e com o Benfica e ainda muita água vai correr por baixo da ponte. É também verdade é que contas feitas: o clube do meu coração continua líder.

O caminho faz-se caminhando e, no que respeita à comunicação, Rúben Amorim é o melhor treinador que poderíamos pedir neste sentido. “Somos candidatos a vencer o próximo jogo”, estas são as palavras que ecoam em loop na minha cabeça, estamos mais perto, já não falta tudo e esta certeza de que este pode ser o nosso ano é a crença que nos mantém focados em cada um dos resultados.

O Sporting ainda não perdeu, o Sporting ainda sonha, o Sporting ainda acredita e pela primeira vez desde que Frederico Varandas assumiu a presidência sinto os Sportinguistas unidos em torno de um único objectivo: O título.

Custa manter os pés na terra ? Custa pensar jogo-a-jogo? Custa! Muito, mas sinto que são estes momentos que nos fazem manter a sanidade. São muitos anos a ver o sonho cair, são muitos anos a ver que o que prevalece são os interesses em prol do bom futebol, sabemos que não vai ser fácil, sabemos que muito vão fazer para não conseguirmos atingir o nosso objectivo, mas também sabemos que temos um plantel capaz de lidar com tudo isto.

Temos homens experientes, miúdos competentes e uma vontade, um esforço, uma dedicação e uma devoção que nos podem muito bem levar à Glória que nos foge há anos demais. Aconteça o que acontecer daqui para a frente, a verdade é que voltei a ter orgulho em ver jogar a equipa e isso não há niguem que possa mudar.

  Comentários
Mais Opinião
Mariana Cordeiro Ferreira
CASA ONDE NÃO HÁ PÃO…
E os Sportinguistas já não têm essa paciência, os Sportinguistas estão cansados de esperar, de pensar que "para o ano é que é".
Mariana Cordeiro Ferreira
SER OU PARECER
Neste momento e em termos Europeus, o Sporting é Grande sim, em Hóquei e em Futsal por exemplo, mas no que diz respeito ao futebol, a conversa volta novamente a ser outra.
Mariana Cordeiro Ferreira
PARA TI, BRUNO!
Leva contigo o Esforço, a Dedicação a Devoção e a Glória que por cá aprendeste, porque aí, a história de quem vai vestido de verde e branco, é feita de títulos e tu mereces ganhá-los.
Mariana Cordeiro Ferreira
#DIADESPORTING
É altura de colocar o cachecol, vestir a camisola e preparar a voz... porque o amor chama e a este nunca viraremos as costas.
Mariana Cordeiro Ferreira
ESTE AMOR QUE NOS CONSOME
É o amor que me faz ter um 1906 tatuado, é o amor que me deixa com a lágrima no olho cada vez que vejo uma criança com o símbolo do leão rampante ao peito.
Mariana Cordeiro Ferreira
OBRIGADA MÃE POR ME TERES FEITO DO SPORTING
Hoje, vou levá-la à bola outra vez e já vou conseguir vê-la a cantar O Mundo Sabe Que com o cachecol ao alto e é aí que a emoção vai falar mais alto outra vez, porque se é amor, a ela o devo.
Mariana Cordeiro Ferreira
EXISTEM DIAS
Seria tão fácil dizer que para mim já chega, que estou cansada, que vou deixar de pagar quotas, mas a palavra fácil nunca esteve presente no nosso dicionário.