summary_large_image
COMEÇAR DE NOVO
Pede-se aos Sportinguistas que se mantenham iguais a si próprios: fortes não só na defesa como na protecção do Clube.
Imagem de destaque29 Jun 2021, 14:10

Arranca esta semana a pré-época do Sporting e, com isso, mais uma longa caminhada até Maio de 2022, sendo a expectativa muito elevada, após uma época que, não podendo ser chamada de perfeita (faltou a Taça de Portugal e a ida às competições europeias), ainda assim não deixou de ser de sonho (em todas as modalidades).

Mas, ainda que com a cabeça nas nuvens, dadas todas as alegrias que os diferentes atletas e equipas do Sporting deram aos adeptos, os pés terão de estar bem assentes na terra, para que a nova caminhada seja tão mágica como a que findou.

Não temos “almoços grátis” nem de frangos nem de leitões – e ainda bem que assim é – porque nesta casa apenas existe espaço para Leões. Contudo, tal implica uma caminhada solitária e contra poderes instalados e essas batalhas são sempre difíceis.

Assim, é importante ter em mente que uma derrota num jogo ou não estar todo o campeonato em primeiro lugar não quer dizer que está tudo perdido e que podemos perder toda a esperança (até porque nem é apanágio dos Sportinguistas) e um mau começo é até normal, fruto das mexidas naturais que se verificam no início das épocas.

O que é bom lembrar e repetir é tudo o que de bom a época passada nos trouxe: a união, o apoio, o acreditar passo a passo, o dizer sempre “presente”. Foi isso que fez a diferença o ano passado, será certamente a receita certeira para este ano.

Muitos são, obviamente, os problemas a resolver a nível interno (a questão da AG em falta, para aprovação de contas após um orçamento chumbado que fez o clube viver em duodécimos é, claramente, preocupante) e que não devem ser ignorados. Muito pelo contrário, deverão os Sportinguistas manter-se alertas e vigilantes para as questões de gestão do Clube e não relaxar ou passar um “cheque” em branco por força das inúmeras vitórias alcançadas (das quais também não se deve retirar o mérito).

Contudo, será de extrema importância não misturar as coisas e o apoio à equipa não poderá ser confundido (ou estendido) com a eventual crítica à gestão e vice-versa. Como se costuma dizer “uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa”.

Assim, pede-se aos Sportinguistas que se mantenham iguais a si próprios: fortes não só na defesa como na protecção do Clube, sabendo como se posicionar nas diferentes situações, de modo a proteger tanto o Sporting, como os resultados desportivos.

  Comentários
Mais Opinião