summary_large_image
É PARA GANHAR
Não me interessam guerras, polémicas, erros, discordâncias, conflitos, divergências. Eu quero o Sporting CP a ganhar. Eu quero o Sporting CP campeão.
Imagem de destaque16 Out 2020, 12:00

Vem aí o primeiro “clássico” da época, um Sporting CP – FC Porto e este, como qualquer outro jogo, seja quando for, seja em que circunstâncias for, é para ganhar.

Não há outra maneira de o Sporting CP entrar em jogo, senão com esta ambição. Quem não a tiver, está a mais no Sporting CP.

Assim como estão a mais, também, alguns, espero que muito poucos, que por ódios, rancores, despeitos ou perdas de benesses, entendem que quanto pior, melhor, e chegam a dizer em público que desejam maus resultados, para aumentar a instabilidade e, quiçá, precipitar as consequências que essa instabilidade possa trazer.

Esses, e há alguns, nem Sportinguistas são. São uns “mete-nojo”.

Da nossa parte, da parte dos Sportinguistas incondicionais, nestas vésperas de jogos, começa a ecoar-nos na cabeça aquele cântico: “E o Sporting vai jogar. Eu vou ficar louco da cabeça. Nada me interessa”.

De cada vez que o Sporting CP joga, temos esta inquietação, algo que nos corre nas veias e  nos ferve dentro do corpo, esta adrenalina, esta paixão, esta emoção, esta loucura, esta vertigem, este honra de nos bater no peito um leão.

Não me interessam guerras, polémicas, erros, discordâncias, conflitos, divergências. Eu quero o Sporting CP a ganhar. Eu quero o Sporting CP campeão. E é isto, e só isto, que me move, que nos move, no fervor Sportinguista.

Amanhã, às 20h30, em Alvalade, os nossos rapazes começam a disputar o primeiro clássico da época.

Infelizmente, não vamos estar nas bancadas a apoiar. Estará lá uma cadeira com o meu nome escrito nas costas, mas com grande pena minha, vai estar vazia. As nossas cadeiras vão estar vazias. Somos milhões de leões. Não estamos no estádio, mas estamos a torcer como sempre.

Amanhã, como sempre, é para ganhar. Para ganhar.

Força Sporting CP, meu grande amor.

  Comentários
Mais Opinião