summary_large_image
ESTRELAS E ESTRELINHAS
O que leva Amorim a expor publicamente um atleta, pela segunda vez, é que é deveras intrigante, quando sempre se preconizou que o balneário é para ser blindado
Imagem de destaque26 Abr 2022, 13:31

Não se augurava uma jornada 31 fácil para o Sporting, onde disputaríamos um jogo no Bessa, estádio historicamente adverso. Com efeito, na passada quinta-feira, o Sporting foi afastado da final da Taça de Portugal, pelo FC Porto. De forma cinzenta, sem rasgo nem arreganho, num jogo em que a equipa leonina precisava de demonstrar carácter e ambição para chegar ao Jamor. Ruben Amorim voltava a estar mal na condução do jogo, a partir no banco, somando assim duas derrotas consecutivas, com dois rivais diretos. No entanto, parte da “estrelinha” reapareceu, evitando que o Sporting entrasse numa espiral negativa de resultados. O Benfica, desta vez a ter que assumir o jogo, não conseguiu ir além dum empate, na Luz, frente ao Famalicão, tirando pressão na “ameaça” ao segundo lugar, que dá acesso direto à Champions League. Por seu lado, o Porto perdeu ontem em Braga, poupando o Sporting á pressão de ter de vencer, para evitar a “humilhação” de entregar o campeonato ao Porto, em plena cidade Invicta.

Assim, a nossa equipa entrou descontraída no jogo com os axadrezados. Num jogo pouco interessante na primeira parte, Matheus Nunes deu vantagem ao minuto 37. Num desafio em que o Sporting não dispunha de pontas de lança, a balança pendeu, definitivamente, para o lado leonino, ao minuto 58, quando a “estrelinha” acompanhou o centro de Edwards, fazendo com que Abascal, num lance caricato, acabasse a ser sancionado com um autogolo. A partir dai, o Sporting soltou-se completamente e Tabata, que rendeu Pedro Gonçalves, fechou o marcador aos 83 minutos, de penalty, numa falta ganha por si. Contas feitas, o Sporting ficou de novo a seis pontos do Porto e necessita apenas de mais um ponto para segurar o segundo lugar, na classificação final.

Se a ressaca duma derrota num derby, com o Benfica, deixa sempre mossas, o “folhetim” que Ruben Amorim promoveu sobre Slimani, após a eliminação da Taça, dominou as conversas entre Sportinguistas. O que leva Amorim a expor publicamente um atleta, pela segunda vez, é que é deveras intrigante, quando sempre se preconizou que o balneário é para ser blindado. Pelas declarações do treinador, eventualmente o que fica é um recado velado á estrutura sobre a política de contratações e quem manda nelas, onde Slimani foi usado para disputar essa luta de poder. Não obstante o facto de todos saberem que, quando contrataram o argelino de 33 anos, no mercado de inverno, a um mês das eleições, não estavam propriamente perante um menino de coro… Como nota final, convém lembrar a Ruben Amorim que, como treinador do Sporting Clube de Portugal, não pode vir dizer que “há coisas mais importantes que eliminatórias e títulos” (1). A ele, treinador, cabe-lhe apenas focar-se em alcançar resultados, tal como fez brilhantemente na época passada, enriquecendo o seu palmarés pessoal, bem como o do Clube.

Nas modalidades de pavilhão, continua o enguiço com o Benfica. No sábado, no pavilhão João Rocha, o Andebol do Sporting não conseguiu vencer os rivais, empatando a 32, pondo a liderança do campeonato em risco, caso o Porto ganhe hoje a Sanjoanense (2). No primeiro jogo do play-off para apuramento do campeão em Voleibol, também em casa, o Sporting foi derrotado pelo Benfica por 0-3 (3).  Coerente com o parágrafo anterior, num clube como o Sporting Clube de Portugal, títulos e o constante aumento do palmarés tem de ser o foco do Clube. Tanto pelo que se passou no futebol, bem como o que está a passar nas modalidades, é necessário alguém da Direção, órgão eleito pelos Sócios, a quem cabe definir a condução do Clube, vir dar um sinal de alento e de inconformismo, de forma que possamos alcançar êxitos desportivos.

Diretor Leonino

  1. https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-bwin/sporting/detalhe/ruben-amorim-tudo-o-que-tinha-a-dizer-disse-a-direcao-e-a-slimani-cara-a-cara
  2. https://leonino.pt/ricardo-costa-podia-ter-caido-para-qualquer-um-dos-lados/
  3. https://leonino.pt/gersinho-temos-condicoes-para-vencer-na-luz/
  Comentários
Mais Opinião
Pedro Geada
Imagem de destaque
ESTÁ DADO O ´PONTAPÉ DE SAÍDA´
Sendo um projeto de e para Sportinguistas, queremos que seja, e será certamente, um ‘rugido’ de referência que se ouvirá no Reino do Leão!
Pedro Geada
Imagem de destaque
DA “GUERRA DOS SEIS DIAS” AO VIETNAME”
Diz o povo que "mais vale um mau acordo que uma boa demanda"...será isso possível neste caso?
Pedro Geada
Imagem de destaque
A LIDERANÇA E O HORROR AO VAZIO
A falta de atitude, garra e vontade de vencer é das coisas que mais irrita os Sportinguistas, quase tanto como os próprios insucessos.
Pedro Geada
Imagem de destaque
ESTE SILÊNCIO NÃO É DE OURO… É DE LATA!
O Presidente do Sporting deve ser o primeiro guardião dessa ambição, dessa exigência e dessa intransigência, a favor da excelência na performance de equipas e atletas!
Pedro Geada
Imagem de destaque
NIXON NA JUGOSLÁVIA COM OS OUVIDOS EM PARIS
É preciso que o bom senso e o sentido de Clube voltem a imperar, colocando os superiores interesses do Sporting em primeiro lugar!
Pedro Geada
Imagem de destaque
UM SÁBADO DO INVERNO DO NOSSO DESCONTENTAMENTO
Presume-se assim que Salgado Zenha não seja fã de campismo... mas nem os rivais diminuem o Sporting com declarações destas.
Pedro Geada
Imagem de destaque
3 + 3 x 3: A CONTA QUE O FUTEBOL FEZ
Miguel Albuquerque sabe que o seu desempenho como Diretor é avaliado por resultados e títulos, sinalizando, assim, que não está com contemplações para quem não os obtém.
Pedro Geada
Imagem de destaque
ASSUMIR RESPONSABILIDADES E TOMAR DECISÕES
Os 11 anos de futebol, que Varandas tanto proclamou, agravam agora um atestado de inaptidão para deter o pelouro do Futebol na SAD.