summary_large_image
EXISTEM DIAS
Seria tão fácil dizer que para mim já chega, que estou cansada, que vou deixar de pagar quotas, mas a palavra fácil nunca esteve presente no nosso dicionário.
02 Mar 2020, 12:00

Há dias em que fica complicado justificar o amor, há dias em que fica difícil justificar o porquê de gostar, o porquê de fazer tanta coisa por ti. Há dias em que o se não fosse mesmo o amor, já te tinha virado costas.

Num Mundo Perfeito, pintado de verde e branco, tu serias sempre vencedor no final de cada jogo, fosse ele contra quem fosse. Nesse Mundo Perfeito meu amor, não teria existido o ataque a Alcochete, não estaria a palhaçada toda do julgamento na televisão, não existiriam sportinguistas de primeira e de segunda, muito menos estaríamos todos com esta dúvida sobre o que nos reserva o futuro.

Num Mundo Perfeito, não teríamos um plantel com jogadores sem qualidade, teríamos uma equipa técnica perfeita, sem erros. Nesse Mundo Perfeito todos cantaríamos a uma só voz, todos estaríamos com o mesmo pensamento, todos quereríamos o mesmo.

É irreal pensar que esse Mundo Perfeito existe, ou que alguma vez existiu, no Sporting. É cada vez mais difícil tentar justificar este amor a quem não o sente, a quem não o entende ou a quem nunca o percebeu, porque a pergunta mais comum de se ouvir neste caso é “Como é que tu continuas a ser do Sporting?”

Como se fosse fácil deixar de querer saber, deixar de me preocupar contigo ou deixar de querer saber de ti. Como se fosse simples virar-te as costas, dizer-te que já chega, que não quero mais. Como se fosse uma relação que terminaria de forma abrupta e comigo a bater com a porta.

Não consigo, não consigo e não o quero fazer, porque quando prometi amar-te para o resto dos meus dias Sporting, já sabia que não iria ser simples, fácil, ou até banal. Já sabia que íamos ter muitas fases complicadas, já sabia que íamos ter muitas dores de cabeça e muitos problemas para resolver, e quando te disse que sim, que seria para o resto dos meus dias Sporting, já sabia ao que vinha.

Ainda assim, não vou mentir, torna-se cada vez mais complicado tentar perceber o porquê de este amor aumentar cada vez mais, como um vírus que se espalha pelo corpo todo, porque só um amor muito grande aguenta isto tudo e continua de pé. Porque só um amor muito grande aguenta isto tudo, e continua a querer mais de ti.

Seria tão mais fácil desistir, seria tudo tão mais simples, não ficaria tão triste ou tão desiludida nas derrotas, não me chateava com os empates, não me chateava com as escolhas para o 11 inicial e nem sequer sentiria a falta que Bruno Fernandes faz à equipa.

Seria tão fácil dizer que para mim já chega, que estou cansada, que vou deixar de pagar quotas, que vou deixar de ir aos jogos, que vou deixar de ver. Mas a palavra Fácil nunca esteve presente no nosso dicionário Sporting, prefiro o difícil, continuar a amar-te todos os dias, venha o que, e quem, vier.

  Comentários