summary_large_image
OS ESTRANHOS RESULTADOS DE COVID-19 NO SPORTING CP
Lamentavelmente, os interesses de alguns sobrepõem-se às fraquezas dos outros.
20 Jan 2021, 13:27

Fiquei bastante constrangido quando soube da noticia do despedimento de alguns dos funcionários do Sporting CP.

Pois que, aquando da tomada de posse deste Conselho Diretivo, a primeira iniciativa que tomaram foi aumentar os salários a mais de metade dos funcionários, assim como admitir outros. Onde não olharam a custos.

Ora, adivinhava-se que a má gestão iria refletir-se no curto prazo. Aliás, assim como uma das preocupações foi o fato de levarem a Assembleia Geral um aumento dos salários para os elementos do CD do Conselho Diretivo, tendo o mesmo sido aprovado.

Na época passada outras contratações foram efetuadas e que, todos nós sabemos, qual foram os resultados das mesmas. Dezenas de milhões desperdiçados.

Será que esta direção tinha já o intuito de fazer os despedimentos destes funcionários? Ou eliminar outras atividades desportivas?

Se era isso, deveriam, em devido tempo, ter conversado com os agora funcionários despedidos, propondo-lhes uma saída com dignidade e o respeito que eles mereciam, por tudo aquilo que fizeram em prol do Sporting CP, e que o bem que se faz, nunca se deve esquecer. Informando-os qual o motivo dos seus despedimentos.

Para que não fosse posta em causa a dignidade desses funcionários, assim como o de todos aqueles que se esforçam ou esforçaram em prol do clube. Pois, todos os que lá trabalham merecem o respeito, ou deveriam ter merecido a dignidade pelo esforço e a dedicação que deram e que outros têm dado ao nosso clube. E serem reconhecidos, não mal-tratados.

De salientar que, esta equipa jovem que temos atualmente no nosso clube, tem conseguido resultados ótimos para o plantel que temos.

Só que não podemos ir discutir um jogo de futebol, onde está em causa a continuidade do segundo troféu mais importante do calendário nacional, que é a taça de Portugal, com tantas alterações no plantel.

Porque, em minha opinião, o Sporting não tem um plantel assim tão vasto, por isso temos que dar os parabéns aos nossos jovens. Em primeiro lugar vamos para o campo discutir e vencer os jogos; e como o nosso plantel não é assim tão vasto, só depois fazem-se as alterações necessárias, tendo o resultado minimamente garantido, uma vez que, como todos sabemos, o nosso plantel não é tão rico como muitos outros.

Isto, é o meu pensamento. E assim, lá fomos eliminados de mais um troféu.

Se é verdade que os testes de Covid-19 aos jogadores do Sporting não eram reais, então temos aí mais um problema. Não só com algumas equipas de arbitragem, assim como alguns elementos que decidem no VAR. Assim como nestes testes de Covid-19.

Será que também nestes testes de Covid-19 temos alguns elementos anti-sportinguistas nos laboratórios clínicos Covid-19? Eu não acredito, mas se os resultados foram aqueles que vieram na comunicação social, dizendo que não havia Covid nos dois jogadores do Sporting, deve-se fazer justiça e apurar a verdade, como já se deveria ter feito nas arbitragens e no VAR.

Só que, caso não se faça justiça, esses e outros problemas poderão vir a acontecer, infelizmente em qualquer outro clube ou atividade desportiva.

Por este motivo, o desporto deveria ser um exemplo de amizade, de responsabilidade, dignidade, tradição e festa. Lamentavelmente, os interesses de alguns sobrepõem-se às fraquezas dos outros.

“Já são muitos anos sempre a prejudicar os mesmos”

Desejo a todos os portugueses, em geral, que tenham a maior responsabilidade com esta pandemia, pois que, já é uma das maiores tragédias nacionais, não sabendo ainda onde é que vai parar.

Temos que ter rigor e responsabilidade, acatando o dever cívico e respeitando as recomendações dadas pela DGS. Porém, o poder central e as autoridades não deveriam estar presentes em eventos que nunca deveriam ter acontecido. Deveriam, sim, exigir a responsabilidade de cada um.

São quase 10 meses que, em minha opinião, a nossa democracia tem perdido qualidade, onde já há décadas se têm deteriorado os três pilares mais importantes de um país, que são a saúde, a educação e a justiça. Sem estes três pilares fundamentais, não temos vida social nem empresarial. Temos que tomar as medidas o mais rapidamente quanto possível, para que volte a estabilidade social e sanitária ao nosso país.

Para onde estamos a caminhar? A responsabilidade não é só de um, é de todos nós.

Porque ainda estão os centros de saúde e outras infraestruturas do Estado, encerradas por todo o país? Porquê não abri-las e colocar à disposição de quem tem necessidades de cuidados de saúde?

As populações não podem ser esquecidas. Somos todos humanos e pessoas humildes que precisamos, sim, de apoio e não de mais uma eutanásia que infelizmente vem a caminho.

Em vez de discutirem a eutanásia na Assembleia da República, discutam os apoios a quem mais precisa, a quem está a morrer por falta de cuidados básicos.

Desejo as melhoras a todos aqueles que estão infetados ou possam vir a ter problemas de saúde.

É com muito respeito que digo estas palavras: muita saúde para todos nós!

Os meus parabéns pela vitória de ontem contra o FC Porto, mas que, em minha opinião, continuou a dualidade de critérios da arbitragem. Onde, em lances críticos, onde os cartões ficaram no bolso.

E agora que venha a vitória no final desta taça.

Saudações Leoninas.

 

  Comentários