summary_large_image
REPENSAR O FUTURO
Tem esta direção urgentemente que reatar relações com as claques.
16 Set 2020, 09:00

Uma vez que estamos no início do próximo campeonato e que o Sporting Clube de Portugal precisa de paz, união e alegria para que possamos apoiar o verdadeiro Sporting, não devemos menosprezar qualquer sportinguista ou qualquer atividade que se dedique ou se tenha dedicado ao apoio do nosso clube.

Claques e Núcleos

É o caso dos núcleos, das claques ou de outras representatividades que o Sporting CP tenha em qualquer local espalhado pelo mundo. Isto para que não venha a acontecer por algumas décadas o esquecimento das filiais que temos pelo país e pelo mundo, as quais, na sua quase totalidade, foram esquecidas pelo Sporting CP. O que é de lamentar!

E para que isso não aconteça com as claques e com os núcleos, tem esta direção urgentemente que reatar relações com as claques para que, com regras bem definidas, possam vir novamente apoiar a nossa equipa em Alvalade ou onde quer que o Sporting se desloque.

É óbvio que as claques têm que ter regras. Regras onde, em caso de distúrbios, se possa identificar quem os causou, e assim caso algo aconteça, serem responsabilizados pelos seus atos praticados.

Tem que haver regras e condições, mas a verdade é que as claques fazem parte integrante do Sporting CP, e que, como atrás referi, sejam responsabilizadas caso algo aconteça.

Quanto aos núcleos, ainda são quem tem mantido um Sporting de dimensão nacional e internacional. Tanto assim é que o esforço que fazem para que o nome Sporting Clube de Portugal se mantenha e para que ainda exista esta projeção sportinguista, na sua maioria, tal deve-se à existência dos núcleos, espalhados por todo o país e pelo mundo.

Onde há um sportinguista, a sua alma e coração não deixam de pensar SPORTING.

Peço a esta direção que não esqueça o apoio que os sócios, empresas e os próprios núcleos têm dado ao Sporting CP a troco de nada, e que no âmbito desta pandemia, o clube os tenha esquecido, não dando qualquer incentivo ou apoio para que se mantenha vivo um Sporting de dimensão nacional e internacional.

O pouco por vezes é muito, e as palavras, se as houver, enchem a alma e o coração sportinguista, e que mesmo não tendo resultados positivos e fortes, nunca esqueceram de dar apoio e imagem ao nosso clube.

Faço aqui mais um apelo a esta direção que não esqueça quem nunca esqueceu o Sporting CP. Os núcleos são os maiores defensores externos do nosso clube.

i-voting

Não ao i-voting! Mas sim a uma segunda volta nas eleições. Para que haja um vencedor com maioria.

Esforço, Dedicação, Devoção e Glória é o que todos os sportinguistas têm. Como tal, somos todos iguais, não somos diferentes, vamos todos apoiar o Sporting CP. Não esquecendo o bom senso de cada um, tendo que dar para receber, e tendo que receber para dar, o apoio ao clube. E repensar bem o futuro!

Cargos públicos

É muita falta de respeito pelo povo português, que todas aquelas pessoas ligadas a lugares estatais, de grande destaque e responsabilidade nacional, enquanto estiverem a desempenhar atividades de cargos públicos, se manifestem num apoio, a quem quer que seja, ligado ao desporto ou outras atividades.

Como tal, espero que todos aqueles que sejam sócios, adeptos ou simpatizantes de qualquer clube nunca mais o voltem a fazer publicamente. Porque se assim for, que suspendam o cargo que ocupam e se dediquem à causa que estão a defender.

Isto, para o bem-estar do desporto nacional.

Nota: Quero informar de que o Sr. Luís Matos deixou há bastante tempo de fazer parte deste nosso grupo, e desejo para ele e para a família muita saúde e que tenha sucesso no seu futuro.

  Comentários