summary_large_image
UM CLÁSSICO À ANTIGA
Dizem que somos fáceis de desmontar, mas ninguém fala do quanto foi difícil montar esta equipa, quase como num puzzle daqueles com milhares de peças.
Imagem de destaque27 Fev 2021, 11:25

Hoje é dia de Sporting, como em todos os outros. É também dia de clássico e que saudades de viver um clássico assim! Um jogo de ansiedade, de nervos, de muita expectativa, vontade e ganas de ganhar.

Não é um jogo de mata-mata (felizmente para nós), mas é um jogo decisivo e, como em todos os outros, a chave é dar o tudo por tudo, trabalhar e querer mais que os outros e ligar ao Antero (esta última parte é brincadeirinha). Tudo isto é a receita para a “estrelinha” que nos tem acompanhado e que o mister, semana após semana, jogo após jogo e vitória após vitória vem dando.

Porque só não vê quem não quer que esta é talvez a “estrelinha” que mais trabalho tem dado (faz-se de difícil) e tudo o resto que dizem que tem feito caminhar o Sporting (a lista é extensa, constando nela tudo, excepto trabalho árduo) mais não é do que um estado de negação de quem não quer reconhecer todo o crescimento que tem sido feito nesta equipa e, mesmo, nos Sócios e Adeptos.

Dizem que somos fáceis de desmontar, mas ninguém fala do quanto foi difícil montar esta equipa, quase como num puzzle daqueles com milhares de peças. Ninguém pensa no trabalho que deu montar tudo peça a peça, ficando apenas pelo resultado final bonito.

Independentemente de tudo isto, todos os Sportinguistas sabem o seu valor, sabem o valor da sua equipa e sabem que a maioria das vozes que se ouvem a tentar tirar o mérito que existe, não chegarão certamente ao céu e é isto que é preciso preservar, seja qual for o resultado de hoje.

Sabemos que estamos com uma margem confortável e que o jogo de hoje não é decisivo, seja qual for o resultado que daí advenha, mas também sonhamos com os pés bem assentes na terra e, portanto, sabemos que uma “escorregadela” pode ditar o descalabro.

Por isso, é importante estar preparado para o que der e vier e saber que, caso aconteça algo como uma derrota, o fulcral será levantar rapidamente a cabeça e continuar com este espírito que tem existido entre os Sportinguistas e a equipa, pois que nem uma vitória ganha nada nem uma derrota perde tudo.

Ainda assim, vamos para cima deles com tudo, sem medos e com muita vontade de ganhar, porque menos que isso, não será à Sporting!

  Comentários
Mais Opinião