CLUBES PROPÕEM À FEDERAÇÃO FIM DO CAMPEONATO
14 equipas da primeira divisão pretendem que não seja coroado campeão nem que haja descidas
Duarte Pereira da Silva
Texto
4 de Abril 2020, 15:28
summary_large_image

Os 14 clubes do Campeonato Placard Andebol 1 vão propor à Federação de Andebol de Portugal (FAP) que não se jogue mais esta temporada. Segundo o diário desportivo O Jogo, as equipas da primeira divisão desejam ainda que não seja coroado qualquer campeão e que nenhuma equipa seja relegada para o segundo escalão do andebol português.

No final da primeira, o Sporting CP terminou no segundo lugar, com 75 pontos, a apenas dois do FC Porto, que ficou no topo da classificação, com 77 pontos. No terceiro lugar, já distante, ficou o SL Benfica, com 67 pontos. Uma das questões mais problemáticas relaciona-se com os lugares que dão acesso às competições europeias e todas essas decisões terão de ser validadas com a EHF.

Recorde-se que, na próxima temporada, a EHF Champions League terá um novo formato passando apenas a existirem dois grupos de oito equipas. A consequência é o fim dos habituais grupos C e D. Para os clubes portugueses, isto significa que apenas o campeão nacional terá acesso direto à Liga dos Campeões de Andebol. No entanto, o segundo classificado, tal como aconteceu esta época com o Sporting CP, terá vida bem mais complicada para aceder à prova milionária pois existem menos lugares disponíveis para candidatura espontânea.

Outras das questões em cima da mesa prende-se com o modelo competitivo a adotar na temporada 2020/201. Segundo o Jogo, a maioria dos clubes concorda que o Campeonato Placard Andebol 1 passe de 16 para 18 equipas de forma a não prejudicar as equipas que iriam garantir a subida à primeira divisão, neste caso Póvoa Andebol e a Sanjoanense. No entanto, os clubes ainda não terão chegado à acordo quanto ao modelo competitivo, estando os mesmos divididos entre uma fase regular a duas voltas ou manter o modelo atual.

  Comentários