EXCLUSIVO LEONINO – MARTA SOARES CONDENA VARANDAS E DIZ QUE LÍDER DO SPORTING “DEVIA ESTAR CALADO”
Antigo presidente da MAG criticou atitude do dirigente máximo dos verdes e brancos a propósito das declarações sobre o Porto
Redação Leonino
Texto
15 de Maio 2024, 03:00
Jaime Marta Soares, Frederico Varandas, Sporting

Jaime Marta Soares concedeu uma entrevista em exclusivo ao Leonino. De entre os vários temas abordados, destaca-se a recente polémica a envolver Frederico Varandas, que incitou o plantel  do Sporting a ‘rebentar’ o Porto na final da Taça de Portugal. O ex Presidente da Mesa da Assembleia Geral admitiu não ter visto o vídeo do discurso, contudo, admitiu que a conduta é, na sua opinião, reprovável, dizendo que “um Presidente do Sporting não pode dizer as coisas sem pensar”.

“Se ele disse isso, entendo que devia era estar calado. Não concordo com muitas das coisas que diz o Presidente do Sporting, porque no futebol não pode valer tudo, e um Presidente de uma instituição como o Sporting Clube de Portugal tem que ser um gentleman, não pode cair no grosseirismo como era o Pinto da Costa e outros da índole do Pinto da Costa”, começou por dizer.

“É nos grandes momentos que se vê os grandes homens, é nas grandes vitórias que se vê a humildade, a dignidade e a honorabilidade dos grandes homens. Aproveitar esse momento para dizer coisas dessas… Essas coisas devem ser expurgadas do vocabulário de um homem que é presidente do Sporting Clube de Portugal”, continuou.

Jaime Marta Soares declarou ainda que “enveredar por esse caminho é efetivamente não representar bem aquilo que é a maioria esmagadora do Sporting”, apontou, deixando pesadas críticas a ao dirigente máximo dos leões. “Isso não posso deixar de criticar veementemente”, ressalvou.

“Tem que haver calma quando efetivamente se usa da palavra, seja em que momento for. Tem que se pensar aquilo que se diz. Um Presidente do Sporting não pode dizer as coisas sem pensar. Tem que as pensar. E se pensou essa e a disse, entrou num mau caminho que eu repudio de forma veemente”, rematou.

Confira aqui o discurso do Presidente Frederico Varandas:

  Comentários