“FOI O MEU ÍDOLO”: JOGADOR DO MANCHESTER UNITED REVELA ADMIRAÇÃO POR EX CRAQUE DO SPORTING
Internacional português deixou ainda grandes elogios a Erik ten Hag, atual treinador dos red devils
Redação Leonino
Texto
21 de Maio 2024, 16:53
Sporting, Chaves, Estádio José Alvalade, Liga Portugal Betclic, Campeões Nacionais

Diogo Dalot, atual defesa do Manchester United, concedeu, esta terça-feira, uma entrevista à conceituada revista inglesa Four Four Two, na qual, entre outros temas, abordou a sua relação com Cristiano Ronaldo, atacante que se formou no Sporting.

“Nunca tinha dito isto antes, mas o Cristiano Ronaldo é a pessoa mais influente que já tive no futebol. Dentro e fora do campo. Considero-o um amigo, mas parece-me surreal porque foi o meu ídolo, a minha referência, durante anos. Conheci-o verdadeiramente no Euro’2020 e qualquer momento que passo com ele faz-me sentir mais rico em termos de conhecimento. Posso tirar partido da sua vasta experiência, talento e sabedoria”, salientou Dalot.

Ainda na mesma conversa, o antigo jogador do Porto deixou rasgados elogios ao seu treinador no Manchester United, Erik Ten Hag. “A nossa conexão foi imediata. Já tive muitos treinadores durante a minha curta carreira, com alguns dou-me logo bem, outros temos de mostrar que merecemos jogar. Erik e eu vemos o futebol da mesma forma. Posso adaptar-me ao que ele quer e assumir diferentes papéis em diferentes posições, o que o ajuda quando os jogadores não estão disponíveis. Ele tem um jogador que sabe o que quer e eu tenho um treinador que confia e acredita em mim. Ainda estou a melhorar”, continuou.

“Posso jogar a lateral-direito ou a lateral-esquerdo e estou muito mais confiante a fazê-lo. Jogar regularmente, como nesta época, é a melhor recompensa. Já joguei cerca de 150 jogos pelo Manchester United e sinto-me melhor do que nunca. Quero melhorar em todas as áreas. Dentro de campo fazendo as coisas nos momentos certos, e fora de campo, na forma como o meu corpo recupera. O mais importante é jogar. Aprende-se com o que se faz bem e com o que não se faz bem. É assim que se cresce como futebolista”, rematou Diogo Dalot.

Recorde-se que o divórcio entre Cristiano Ronaldo e o Manchester United começou após a entrevista polémica do craque a Piers Morgan, onde apontou o dedo a várias figuras do clube, entre elas, Erik Ten Hah, que o deixou no banco em jogos importantes, fazendo o avançado formado no Sporting aquecer apenas a poucos minutos do final.

  Comentários