"VAI SER O CRISTIANO RONALDO DAQUI": LUÍS GONÇALVES COMPARA 'DEFESA' DO SPORTING AO AVANÇADO DO AL NASSR
Ala dos verdes e brancos poderá ter impacto semelhante ao do ponta de lança português
Redação Leonino
Texto
1 de Abril 2024, 09:42
Cristiano Ronaldo, Al Nassr, Ex Sporting

Luís Gonçalves, antigo treinador dos escalões de formação do Sporting, acredita que Geny Catamo se pode tornar o “Cristiano Ronaldo de Moçambique”. Atualmente no comando técnico do Interclube, de Angola, orientou o ‘camisola 21’ na seleção dos mambas, até 2021.

“Existe um jogador em Moçambique que é ainda mais famoso do que o Geny que é o Elias Pelembe, conhecido como Dominguês. Mal comparando dizem que é o Cristiano Ronaldo de Moçambique. Já tem 40 anos e participou neste último CAN com essa mesma idade. É um jogador fantástico. Não gosto muito de entrar muito nessas comparações. Neste momento, o Dominguês ainda é a referência máxima do futebol de Moçambique, mas o Geny caminha para lá”, começou por dizer, ao Notícias ao Minuto.

“Sabemos que, estando no Sporting e na Europa, acredito que, muito brevemente, poderá ir para uma Liga mais forte na Europa. O Dominguês não teve essa possibilidade pois fez praticamente toda a carreira na África do Sul. Estou convicto de que se ele tivesse tido a oportunidade de vir para a Europa, tinha tido uma carreira de outra dimensão. Mas podemos dizer que o Geny vai ser o Cristiano Ronaldo de Moçambique brevemente”, terminou, comparando-o ao avançado do Al Nassr.

Esta temporada, relembre-se, Geny Catamo – avaliado em 4 milhões de euros – leva 33 jogos pelo Sporting: 21 na Liga Portugal Betclic, sete na Liga Europa, quatro na Taça de Portugal e um na Taça da Liga. Ao todo, nos 1.859 minutos em que esteve dentro das quatro linhas, o extremo marcou quatro golos (Olivais e Moscavide, Boavista, Casa Pia e Arouca) e fez cinco assistências.

Geny tem sido cobiçado no estrangeiro, no entanto, a venda do jogador – que renovou o seu contrato com o Sporting em dezembro, estendendo-o até 2028, com uma cláusula de rescisão fixada em 60 milhões de euros – não é algo que agrada aos leões, uma vez que possuem apenas 25% dos direitos económicos do jogador, estando os restantes 75% nas mãos do Amora. A Direção liderada por Frederico Varandas está a tentar negociar, não tendo tarefa facilitada.

Imagem de destaque
  Comentários