VARANDAS E INÁCIO VISITARAM JOVENS; DUPLA DO SPORTING SAUDADA: "UM DIA PARA MAIS TARDE RECORDAR"
Presidente e defesa central do Clube de Alvalade estiveram na Bless Academy, em Belas, Sintra
Redação Leonino
Texto
15 de Maio 2024, 20:34
Frederico Varandas, Sporting, Gonçalo Inácio

Frederico Varandas, acompanhado por Gonçalo Inácio, Andreia Bravo, Tomaz Morais, diretor de futebol de formação do Sporting e restantes elementos da estrutura da Academia Cristiano Ronaldo, visitaram a Bless Academy, com a qual os leões têm uma parceria solidária em prol do futebol de rua, que tem vindo a crescer nos últimos dois anos como plataforma de identificação de talento.

“Aquilo que nos levou a apostar neste projeto é a nossa ligação aos bairros sociais e o podermos ajudar os miúdos e as miúdas que não têm muitas condições para jogar, dando-lhes essas condições para o fazerem sem perderem a vida que o futebol de rua lhes dá, assim como a dimensão humana dos seus responsáveis, que tem muito a ver com os valores que nós defendemos e com os princípios que queremos no futebol de formação, e por tratar-se também de uma zona muito importante e estratégica no recrutamento de jogadores”, começou por dizer Tomaz Morais, aos meios de comunicação Leoninos.

Bles Gomes, responsável da Bless Academy, considerou que a ligação aos leões “é fantástica” para o projeto que criou e que sem o clube verde e branco seria impossível ter atualmente tantas crianças no projeto: “Se não fosse o Sporting não seria possível ajudarmos as crianças que atualmente ajudamos”, explica.

“Por isso, para nós é fantástico termos esta ligação ao Clube e só podemos agradecer isso, assim como a visita que nos fizeram e que serviu também para os nossos meninos verem o carinho e o apoio que o Sporting nos dá”, vincou.

“Nós trabalhamos todos os dias para os ajudar a chegar mais longe e o sonho deles é, naturalmente, chegaram ao futebol profissional e serem jogadores de futebol. Por isso, terem tido a oportunidade de conhecer dois jogadores do Sporting foi fantástico, até tiveram a necessidade de lhes tocar para perceberem que isto era real. Foi um dia para mais tarde recordar e quem sabe se um dia não estará um jogador da Bless Academy no Sporting”, concluiu.

  Comentários