CRISTIANO RONALDO PODE ABANDONAR SELEÇÃO NACIONAL DEPOIS DO MUNDIAL DO QATAR; EX SPORTING FAZ CONTAS À VIDA
Astro português irá analisar a sua performance individual e os resultados da equipa das quinas para tomar a decisão
Redação Leonino
Texto
8 de Novembro 2022, 13:46

Cristiano Ronaldo poderá abandonar a Seleção Nacional depois do Mundial do Qatar. O astro mundial tem vivido a época mais conturbada da sua gigantesca e titulada carreira: desde a indecisão em continuar no Manchester United, que lhe valeu a inexistência de uma pré-temporada, aos arrufos com o treinador, Erik Ten Hag, e às recentes polémicas, que o levaram a ser despromovido à equipa de sub-23 dos red devils, Ronaldo vê, acrescentado a tudo isso, o peso da idade. O craque formado em Alvalade tem 37 anos, que se tornarão 38, no próximo mês de fevereiro.

Com toda a polémica em torno de CR7, a vida do português não tem sido nada fácil. Esta época participou em 16 jogos, começando apenas 10 a titular e registando números nada famosos – três golos e duas assistências, o que, nos padrões de Cristiano Ronaldo, é impensável. O eterno ‘camisola 7’ tem até mais faltas e cartões amarelos do que remates à baliza e golos (saiba mais AQUI).

A junção de todos estes fatores pode fazer com que o capitão da equipa das quinas se retire após o Mundial do Qatar, que tem início no dia 20 de novembro. Cristiano irá jogar o Campeonato do Mundo pelo seu país e, no final da competição, analisará o seu desempenho e fará uma reflexão sobre se será ‘capaz’ de continuar ao mais alto nível.

Recorde-se que Portugal integra o grupo H, juntamente com Gana, Coreia do Sul e Uruguai, sendo os africanos o primeiro adversário dos lusos. A partida está marcada para dia 24 de novembro, às 16h00.

O futuro de Ronaldo no Manchester United é também uma incógnita. Os red devils parecem estar dispostos a deixá-lo sair e já tem substituto (saiba mais AQUI). A vinda de CR7 para Alvalade é, cada vez mais, uma possibilidade forte.

Ronaldo é considerado por muitos o melhor jogador de todos os tempos. Ao serviço da Seleção portuguesa, participou em 191 jogos, marcando 117 golos e estabelecendo-se como o maior goleador da história. Nos clubes que representou, o craque fez o que melhor sabe: golos – o cinco vezes bola de ouro marcou uns impressionantes 701 golos em 949 encontros.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

  Comentários