"LADRÃO DO C****HO": RELATÓRIO TRAMA CRAQUE DO SPORTING, QUE FALHA SUPERTAÇA CONTRA O PORTO
Acusações de Fábio Veríssimo são puníveis à luz do 158.º artigo do regulamento disciplinar e Rúben Amorim tem problema em mãos
Redação Leonino
Texto
29 de Maio 2024, 06:40
Rúben Amorim, Porto, Sporting, Supertaça

Matheus Reis viu Fábio Veríssimo mostrar-lhe cartão vermelho no final do jogo entre Sporting e Porto, válido para a Taça de Portugal. No entanto, o defesa de Rúben Amorim não falhava a Supertaça – que já tem data oficial (saiba mais AQUI), uma vez que não constava da ficha de jogo. No entanto, o relatório do árbitro ‘tramou’ o brasileiro.

“És um ladrão do c****ho. Nem sequer foste ao VAR”, escreveu o juiz, do encontro. Posto isto, o Record, avança que o Conselho de Disciplina da FPF irá castigar Matheus Reis em pelo menos uma partida, deixando o ‘camisola 2’ indisponível para o primeiro duelo da próxima temporada.

Além de ser baixa na Supertaça frente ao Porto, o jogador do Sporting pode, ainda, falhar algumas partidas do campeonato. De acordo com o artigo 158.º do regulamento disciplinar, “injúrias e ofensas à reputação”, por meio de “expressões dirigidas contra a equipa de arbitragem” valem uma “sansão de suspensão a fixar entre o mínimo de um e o máximo de quatro jogos”.

Esta temporada, Matheus Reis – avaliado em 8 milhões de euros – leva 46 encontros de leão ao peito: 10 na Liga Europa, 27 do Campeonato Nacional, seis na Taça de Portugal e ainda três na Taça da Liga.  Nos 2.775 minutos em que esteve dentro das quatro linhas, o brasileiro fez cinco assistências para golo e faz parte do top-10 de jogadores mais utilizados por Rúben Amorim nesta temporada.

Ao todo, desde que chegou aos verdes e brancos oriundo do Rio Ave, o defesa canarinho já realizou 156 partidas, ao longo das quais marcou três golos e fez sete assistências. O jogador é tido como um exemplo de trabalho no balneário, além de ser um dos futebolistas mais polivalentes do plantel, jogando tanto como central como a lateral canhoto.

Confira aqui a vergonha que aconteceu na final da Taça de Portugal:

  Comentários