NINGUÉM O PÁRA! JOGADOR QUE CHEGOU A SER CRITICADO ANTES DA ESTREIA PELO SPORTING ESTÁ A CAMINHO DA MELHOR ÉPOCA DA CARREIRA
Com a temporada a meio, craque de Rúben Amorim vai mostrando serviço com a Listada verde e branca
Redação Leonino
Texto
10 de Fevereiro 2024, 07:39
Viktor Gyokeres, Gonçalo Inácio, Sebastián Coates, Eduardo Quaresma, Morten Hjulmand, Nuno Santos, Francisco Trincão, Pedro Gonçalves, Sporting, Vizela

Nuno Santos, ala do Sporting, pode muito bem estar a caminho da melhor época da carreira em termos de participação em golos. Ainda com a temporada praticamente a meio, o ‘camisola 11’ dos leões já tem 10 assistências – tantas quantas as que fez no seu melhor ano estatístico, o do título (2020/21).

O canhoto está num grande momento, que também é explicado pela contratação de Viktor Gyokeres. O sueco é uma máquina de fazer golos e é o principal destinatário dos passes de Nuno Santos. De momento, das 10 assistências, quatro são para o ponta de lança do Sporting.

Quanto a golos, o ala soma, para já, três remates certeiros e uma grande dose de azar. Recorde-se que contra o Braga, na final four da Taça da Liga, atirou a bola aos ferros da baliza em duas ocasiões. Ainda assim, somando golos e assistências, com cerca de metade da temporada por jogar, Nuno Santos está (13) muito perto do recorde pessoal (18).

Esta temporada, Nuno Santos avaliado em 12 milhões de euros , leva já 31 encontros (1.974 minutos) com a Listada verde e branca, tendo marcado três golos (Farense, Dumiense e Vitória de Guimarães) e feito 10 assistências, sendo o sexto jogador mais utilizado por Rúben Amorim.

Ao todo, desde que chegou aos leões, oriundo do Rio Ave a troco de uma verba muito perto dos 4 milhões de euros, Nuno Santos contabiliza 167 partidas, 30 finalizações certeiras, 35 passes para golo e quatro títulos conquistados: um Campeonato Nacional (2020/21), uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021) e duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22).

Vale recordar que, aquando da sua contratação, o futebolista dos leões chegou a ouvir algumas críticas. Além da quantia monetária paga aos vilacondenses, o Sporting cedeu Gelson Dala e Francisco Geraldes, algo que, na altura, deixou os adeptos irritados. No entanto, foi algo passageiro.

  Comentários