RUI SILVA: "PODEMOS GANHAR LÁ POR SETE"
Após derrota no clássico diante do FC Porto, treinador leonino recusou atirar toalha ao chão
Duarte Pereira da Silva
Texto
21 de Novembro 2020, 17:37
summary_large_image

A equipa principal de andebol do Sporting CP foi, este sábado, 21 de novembro, derrotada pelo FC Porto, por 27-33. No rescaldo do clássico, Rui Silva recusou atirar a toalha ao chão e mostrou confiança na sua equipa.

“Começámos muito bem, a seguir a estratégia delineada. O ataque do FC Porto teve muitas dificuldades e foi completamente anulado pela nossa defesa em muitos momentos. Do ponto de vista ofensivo, conseguimos ataques prolongados ao aproveitar situações débeis da defesa do FC Porto e estávamos constantemente a ter sucesso. Gostava de ter investido um pouco mais na transição ofensiva na primeira parte, mas não foi possível. Fomos empatados para o intervalo com seis bolas fáceis falhadas. Isso é normal acontecer num jogo, mas se metade dessas bolas entram, íamos para o intervalo a ganhar por três”, analisou o técnico verde e branco.

Relativamente ao segundo tempo, Rui Silva disse acreditar que o desgaste físico de determinados jogadores acabou por fazer a diferença: “A segunda parte foi diferente. Obrigámos o FC Porto a fazer o que faz sempre quando está em dificuldades, que é o sete para seis. Nos primeiros momentos, conseguimos roubar duas ou três bolas ao adversário, mas depois não tivemos a rotatividade necessária. Ao longo da primeira e da segunda parte, o FC Porto fez algumas trocas. Os meus jogadores estiveram muito bem na primeira parte e foram uns verdadeiros guerreiros, mas somos humanos. O Frankis Carol e o Pedro Valdés chegaram a um momento em que, ao defender bem e a atacar constantemente, nota-se uma quebra na manobra ofensiva. Começou a faltar discernimento e fizemos o que não queríamos, que eram os ataques rápidos, porque isso é fácil para o bloco central do FC Porto”.

Por fim, e apesar da derrota, Rui Silva demonstrou total confiança nos seus atletas: “Estamos na 11.ª jornada, sei que todos acham que este jogo é extremamente importante, mas se tivesse vencido tinha exatamente o mesmo discurso. É um campeonato muito longo, com 34 jornadas – estamos no primeiro terço –, e temos de continuar a trabalhar e ganhar todos os jogos. Se o FC Porto fizer o mesmo, quando chegarmos à segunda volta acertamos contas lá. Se o FC Porto ganhou aqui por seis, nós podemos ganhar lá por sete”.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários