SPORTING CONQUISTA A TAÇA DE PORTUGAL
Passados 40 anos Sporting CP volta a conquistar a competição após vencer o FC Porto por 87-78
Tiago Jesus
Texto
8 de Outubro 2020, 21:03
summary_large_image

A equipa principal de basquetebol do Sporting CP venceu a Taça de Portugal. Os pupilos de Luís Magalhães derrotaram, esta quinta-feira, 8 de outubro, o FC Porto por 87-78. Foi no Pavilhão Multiusos de Odivelas que os leões ergueram a taça que não conquistavam há 40 anos.

 

O jogo não começou com muita intensidade, ambas as equipas a jogarem com alguma precaução, sem existir muita exposição de nenhum dos lados. Apesar do equilíbrio, os primeiros dois pontos caíram para a turma de Alvalade, pelas mãos de James Ellisor. A resposta dos dragões foi imediata, chegando o primeiro triplo da partida por Max Landis.
A turma de Luís Magalhães mostrava alguns erros na defesa dos terrenos interiores. Os homens orientados por Moncho López exploravam tanto o ataque em posição como o ataque rápido. A grande capacidade concretizadora permitia um distanciamento no marcador para os portistas (15-8).

Não estando satisfeito com o rumo dos acontecimentos, Luís Magalhães pediu um desconto de tempo, numa tentativa de alterar o jogo. Após receberem as indicações, os jogadores leoninos exploraram os ataques rápidos, conseguindo diminuir a vantagem dos dragões até ao final do primeiro quarto (27-24).

 

O segundo quarto iniciou-se com duas equipas ao mais alto nível. Os pontos dividiam-se pelos dois cestos, com destaque para Fields nos leões e Landis nos dragões, os melhores marcadores de cada equipa (34-30).
Com metade do segundo período jogado, os homens do Porto iam-se afastando no marcador. As fragilidades defensivas dos leões exibidas no primeiro quarto voltaram ao de cima, com os pupilos de Moncho López a explorar os terrenos interiores da defensiva leonina, levando a que os dragões a mantivessem a vantagem (39-35).

Nos últimos dois minutos da primeira parte, os leões estavam a conseguir defender de forma mais consistente. A melhoria na performance leonina permitiu que chegassem a igualdade no marcador pela primeira vez na partida. Uma falta cometida pelos orientados por Moncho López nos últimos quinze segundos da primeira parte permitiu ao Sporting CP diminuir a desvantagem que levava para o intervalo (44-42).

 

Os primeiros dois pontos da segunda parte saíram das mãos de James Ellisor, permitindo que os leões conseguissem atingir, de novo, a igualdade no marcador. A defensiva leonina ficou mais sólida e mais intensa, não permitindo as entradas pelo interior do Porto. A performance dos homens de verde e branco permitiu que alcançassem pela primeira vez a vantagem no marcador (48-50).

A defensiva leonina passava a defender com o sistema “Box and One”, tendo quatro jogadores a defender a zona e outro a marcar individualmente. Esta marcação mista, aliada com a má concretização dos dragões permitiu aos pupilos de Luís Magalhães dilatar a vantagem (51-58).
Moncho López, insatisfeito com o que via, colocou Max Landis de novo em campo. Os leões mantiveram a solidez na defesa, beneficiaram na pouca concretização dos dragões e levaram a vantagem de sete pontos para o último quarto (53-60).

 

Emoções guardadas para o último quarto, com o Sporting a ter uma entrada de leão. Muita inspiração para os atletas de Luís Magalhães, e alguns triplos a mistura, permitiu aos rapazes de verde e branco aumentar a sua vantagem no marcador (65-56).

Travante Williams havia sendo guardado por Luís Magalhães, devido ao número de faltas. O técnico leonino lançou o norte-americano para os últimos seis minutos da partida, que galvanizou os leões e encestou assim que entrou, assustando de certa forma a equipa dos dragões.
Os dragões começavam a ficar desorientados, cometendo alguns erros no aspeto defensivo.

Os homens da listada verde e branca encararam os últimos minutos como se fossem os únicos que lhes restavam viver. Em grande parte, graças a boa leitura do jogo de Luís Magalhães, e fazendo as alterações estratégicas no momento certo, os leões conseguiram a vitória e alcançar um troféu muito desejado (87-78).

Os leões voltam a jogar no próximo domingo, 11 de outubro, frente ao Galitos FC, numa partida a contar para a 1.ª jornada da fase regular da Liga Placard.

Fotografia de FPB.

  Comentários