SPORTING CP COM VITÓRIA SEGURA EM GAIA
Conjunto de Rui Silva venceu o FC Gaia, por 32-27. Carlos Ruesga, Darko Djukic, Tiago Rocha e Matevz Skok foram os jogadores em destaque
Duarte Pereira da Silva
Texto
18 de Setembro 2020, 20:45
summary_large_image

A equipa principal de andebol do Sporting CP venceu, esta sexta-feira, 18 de setembro, o FC Gaia, por 32-27. Em encontro respetivo à segunda jornada do Campeonato Placard Andebol 1, os leões lideraram quase toda a partida e triunfaram sem grandes dificuldades.

Carlos Ruesga, Darko Djukic e Tiago Rocha, com cinco golos cada um, foram os melhores marcadores da turma de Alvalade, bem como Matevz Skok.

Rui Silva optou por lançar Matevz Skok (GR), Tiago Rocha, Pedro Valdés, Jens Schongarth, Frankis Carol, Arnaud Bingo e Francisco Tavares no sete inicial. O primeiro golo da partida foi da autoria de Jens Schongarth, reforço para a temporada 2020/21.

Apenas com uma troca defesa/ataque – Valdés no processo defensivo e Ruesga na manobra ofensiva –, o Sporting CP entrou forte no encontro. A defensiva verde e branca, assente num 6-0 bastante agressivo, ia dificultando a vida aos atiradores do FC Gaia. Aproveitando a eficácia da sua defesa, os leões exploravam as transições rápidas com grande eficácia.

Apenas com cinco minutos disputados, os comandados de Rui Silva já venciam por 5-1, com golos de Schongarth (2), Francisco Tavares (2) e Carlos Ruesga. O alemão era um dos elementos em destaque no conjunto Leonino. É que, para lá dos tiros que ia disparando em direção à baliza defendida por Manuel Borges, o lateral somava diversas assistências para os colegas.

Com mais de metade da primeira parte jogada, o Sporting CP vencia por 11-5. Por esta altura, a defensiva Leonina continuava a sufocar o ataque do FC Gaia e, quando tal não acontecia, Skok chegava para as encomendas. O guarda-redes esloveno somava, pelo menos, uma mão cheia de defesas. No ataque, Schongarth, fosse com golos ou assistências, continuava a realizar uma boa exibição. Ruesga não lhe queria ficar atrás e ia, também ele, visando a baliza de Manuel Borges com sucesso.

Porém, sobretudo devido a algum desacerto no ataque, os rapazes de verde e branco, que chegaram a liderar por seis golos (10-4), deixaram que a turma de Carlos Resende se aproximasse no marcador (11-7). Rui Silva percebeu isso mesmo e, aos 23 minutos, pediu um desconto de tempo. Simultaneamente, Salvador Salvador, Nuno Roque e Théo Clarac tiveram os primeiros minutos no encontro.

No entanto, os leões continuaram a cometer algumas faltas técnicas e o FC Gaia estava a ser mais assertivo na hora de rematar à baliza de Skok. Nota para a subida de rendimento do guardião do FC Gaia, Manuel Borges, até ao fim do primeiro tempo. Desta forma, ao intervalo, o sétimo classificado da edição 2019/20 do Campeonato Placard Andebol 1, estava a apenas dois golos (12-10) do Clube de Alvalade.

Nos primeiros 30 minutos, o Sporting CP teve duas caras. Na primeira metade, os leões dominaram, por completo, o jogo, mas, nos segundos 15 minutos, o FC Gaia, com uma defesa bastante subida, fez com que o ataque verde e branco cometesse demasiadas faltas técnicas.

No capítulo individual, Jens Schongarth e Arnaud Bingo, ambos com três golos, eram os melhores marcadores Leoninos, seguidos bem de perto por Carlos Ruesga, Francisco Tavares e Tiago Rocha, com duas finalizações certeiras cada um.

No arranque da segunda parte, Rui Silva lançou Darko Djukic e Salvador Salvador no encontro. No primeiro tempo, o jovem formado em Alvalade havia participado apenas no processo defensivo, enquanto que o internacional sérvio não tinha sequer entrado em campo.

Tiago Rocha apontou o primeiro tento dos leões nos segundos 30 minutos. Na resposta, Luís Carvalho, um dos melhores do FC Gaia, fez o 13-10. Todavia, o Sporting CP voltou, novamente, mais assertivo e, com algumas monstruosas defesas de Skok, voltou a ampliar a vantagem para quatro golos (17-13). Salvador Salvador, com dois golos, Frankis Carol, Tiago Rocha e Darko Djukic foram os responsáveis pelo deslocar no marcador por parte da equipa de Rui Silva.

Se na primeira parte foi Schongarth que esteve em destaque, no segundo tempo, Salvador Salvador entrou com tudo. Em menos de dez minutos em campo, o jovem de apenas 19 anos, fazendo uso da sua capacidade física e qualidade de remate, apontou três golos.

Com metade da segunda parte disputada, os leões estavam confortáveis na partida, liderando por 23-18. Perante a defesa subida do FC Gaia, os jogadores verdes e brancos iam explorando o espaço deixado nas “costas” e voltaram a distanciar-se no marcador (24-18).

Quem não estava numa tarde inspirada, era Frankis Carol. O capitão do Sporting CP cometeu algumas faltas técnicas. Porém, um trio havia de emergir e compensar algum desacerto do cubano. Darko Djukic, Tiago Rocha e Carlos Ruesga já levavam três golos apenas na segunda parte. Nota para uma excelente combinação entre Ruesga e Tiago Rocha, que resultou no 22.º tento dos leões. Um momento mágico.

Por fim, nos últimos dez minutos, os leões, certamente já com os olhos posto no compromisso europeu da próxima terça-feira (LER AQUI), geriram o ritmo do encontro, acabando por vencer, com toda a justiça, por 32-27.

No capítulo individual, destaque para Carlos Ruesga, Darko Djukic e Tiago Rocha, com cinco finalizações certeiras cada um. No caso do internacional sérvio, que jogou apenas no segundo tempo, os números são ainda mais impressionantes. Arnaud Bingo, Jens Schongarth e Salvador Salvador também realizaram boas exibições, com quatro golos cada um. Contudo, seria de uma tremenda injustiça não mencionar Matevz Skok. O guarda-redes esloveno fez cerca de 15 defesas, realizando uma tremenda exibição.

Com este triunfo, o Sporting CP soma duas vitórias em dois jogos e assume, à condição, a liderança do Campeonato Placard Andebol 1, ficando à espera do que venham a fazer FC Porto, AA Avanca e SL Benfica.

Os leões preparam, assim, da melhor maneira o jogo da próxima terça-feira, 22 de setembro, diante do HCDS Constanța, relativo ao play-off de acesso à fase de grupos da EHF European League.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários