DÚVIDAS? SÓ PARA O DO COSTUME! MARCO FERREIRA E JORGE FAUSTINO ARRASAM JOÃO PINHEIRO: QUEDA DO GUIMARÃES NA ÁREA DO SPORTING NÃO ERA PENÁLTI
Equipa de arbitragem voltou a prejudicar deliberadamente o conjunto verde e branco, que perdeu hipótese de alargar vantagens na tabela
Redação Leonino
Texto
10 de Dezembro 2023, 08:31
Pedro Gonçalves, Sporting

O Sporting perdeu frente ao Vitória de Guimarães por 3-2, no sábado, dia 9 de dezembro. João Pinheiro voltou a ser protagonista do encontro, ao transformar um segundo amarelo por simulação numa grande penalidade para os minhotos, lance mal ajuizado, confirmam os especialistas.

Marco Ferreira garante que “Mangas, em posição legal, antecipa-se a Adán e acaba por cair sem razão aparente, simulando uma infração. Penálti mal assinalado segundo amarelo por mostrar”, explica o antigo árbitro, ao Record, discordando da decisão de Pinheiro.

“Mangas desviou a bola de Adán, que recolheu as pernas, e deixou-se cair sem qualquer ação do guarda-redes. A existir contacto, acontece já após a queda. Não há penálti” afirma, perentoriamente, Jorge Faustino, também apontado o dedo à decisão do senhor do apito.

Como nota final ao ‘exímio’ trabalho do juiz da AF Braga, reinou a unanimidade: dois valores em cinco disponíveis, valeram à equipa de arbitragem uma simpática valoração pela noite desastrosa que teve em Guimarães.

“Em jogo muito intenso e difícil de dirigir, João Pinheiro fez uma arbitragem quase sem erros. Penálti mal assinalado favorável ao Vitória tem impacto na definição do vencedor”, garante Jorge Faustino, explicando o número dado a João Pinheiro.

“Penálti mal assinalado e segundo amarelo por exibir a Mangas. Jogo com muitos contactos, criando dificuldades, ainda que o árbitro tenha mantido o critério. Erro capital impune no VAR”, aponta Marco Ferreira, criticando, também a prestação de Hugo Miguel.

  Comentários