FREDERICO VARANDAS VOLUNTARIOU-SE DIA 16 DE MARÇO
Em comunicado, leões esclareceram que Presidente do Sporting CP contactou João Paulo Rebelo na passada quarta-feira
Duarte Pereira da Silva
Texto
24 de Março 2020, 11:07
summary_large_image

O Sporting CP esclareceu que Frederico Varandas contactou o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, na passada quarta-feira, 16 de março, no sentido de se voluntariar no combate ao Covid-19.

Numa nota divulgada junto das redações, os leões informam que Frederico Varandas “contactou o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto no sentido de disponibilizar as instalações Pavilhão João Rocha, bem como o campo sintético que está ao lado, para possível hospital de campanha ao governo português, informando também que podiam contar com a ajuda do departamento médico do Sporting Clube de Portugal e do próprio, Frederico Varandas, no combate ao Covid-19”.

Segundo o Sporting CP, no dia 18 de março, o Presidente do Sporting CP voltou a voluntariar-se, mas desta vez junto do Brigadeiro-General Jácome de Castro, Diretor de Saúde Militar do EMGFA: “Na manhã de 18 de março, Frederico Varandas contactou o Brigadeiro-General Jácome de Castro, Diretor de Saúde Militar do EMGFA, no sentido de voluntariar-se para ajudar no combate à pandemia mundial actual e sem qualquer convocatória por parte do Exército, Frederico Varandas solicitou também autorização para fazer, no dia 19 de março, uma formação no Hospital Militar em Covid-19, autorização essa que foi concedida”.

Na mesma nota, os leões dizem, ainda, que, no passado domingo, 22 de março, “Frederico Varandas foi contactado telefonicamente pelo Exército a confirmar a sua participação na luta contra a pandemia do novo coronavírus, não tendo porém, até à data, sido notificado por carta oficial para tal efeito”.

Recorde-se que, na noite do dia 18 de março, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decretou o Estado de Emergência. Quando tal acontece, todos os militares na reserva, como é o caso de Frederico Varandas, são, de imediato, chamados ao ativo. O Presidente do Sporting CP detinha uma licença especial para efeitos eleitorais, mas, de acordo com o Ministério da Defesa, a mesma caducou automaticamente com o decretar do Estado de Emergência. O Ministério informou também que “o Exército Português notificou todos os seus militares que detinham licenças com a natureza referida sobre a necessidade de se apresentarem ao serviço”.

Toda esta situação originou que o movimento “Sou Sporting” exigisse a realização de uma Assembleia Geral (LER AQUI) alegando que Frederico Varandas “não pode legalmente desempenhar as funções que desempenhava nos órgãos do Sporting Clube de Portugal e da SAD”, visto que “não possui o dom da ubiquidade pelo que é manifesta a impossibilidade física e a situação de incompatibilidade prevista nos Estatutos”.

Confira o esclarecimento completo:

«No seguimento do esclarecido anteriormente, o presidente do Sporting Clube de Portugal, Frederico Varandas, no passado dia 16 de março, contactou o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Dr. João Paulo Rebelo, no sentido de disponibilizar as instalações Pavilhão João Rocha, bem como o campo sintético que está ao lado, para possível hospital de campanha ao governo português, informando também que podiam contar com a ajuda do departamento médico do Sporting Clube de Portugal e do próprio, Frederico Varandas, no combate ao Covid19.

Na manhã de 18 de março, Frederico Varandas contactou o Brigadeiro-General Jácome de Castro, Diretor de Saúde Militar do EMGFA, no sentido de voluntariar-se para ajudar no combate à pandemia mundial actual e sem qualquer convocatória por parte do Exército, Frederico Varandas solicitou também autorização para fazer, no dia 19 de março, uma formação no Hospital Militar em Covid-19, autorização essa que foi concedida.

Este domingo, dia 22 de março, Frederico Varandas foi contactado telefonicamente pelo Exército a confirmar a sua participação na luta contra a pandemia do novo coronavírus, não tendo porém, até à data, sido notificado por carta oficial para tal efeito.

Hoje, dia 23 de março, os serviços do hospital das Forças Armadas, telefonicamente solicitaram a Frederico Varandas o pedido para fazer o requerimento de acumulação de funções, dado o carácter excepcional do presente estado de emergência vigente.

Frederico Varandas está orgulhoso e honrado por mais uma vez poder servir o País.»

Fotografia de Sporting CP

  Comentários