TONY CARREIRA COMENTA SENTENÇAS NO CASO DA FILHA E ATIRA "O VERDADEIRO CULPADO NEM TEVE A CORAGEM DE COMPARECER"
Julgamento de Sara Carreira decorreu no Tribunal de Santarém, nesta sexta-feira, dia 12 e o cantor falou no final
Redação Leonino
Texto
12 de Janeiro 2024, 16:49
Tony Carreira

Tony Carreira partilhou as suas palavras com os jornalistas, após a leitura das sentenças relacionadas ao caso Sara Carreira – a sua filha que faleceu em 2020 num acidente de carro – no Tribunal de Santarém, nesta sexta-feira, dia 12 de janeiro.

“Na vida real, todos regressam a casa, ninguém vai para a prisão e está tudo bem. Não era isso que eu pretendia, e que Deus lhes dê muita sorte e os abençoe”, expressou o cantor de 60 anos, que é também um conhecido adepto do Sporting.

As críticas mais incisivas foram dirigidas a Paulo Neves: “Não compreendo como o Ministério Público quis absolver alguém que estava alcoolizado, conduzia a 28km/h, não se recordava de nada, mas de repente lembrou-se que não ia a 28. Como aqueles que iam a 130 e, de repente, lembraram-se que iam a 85”, declarou.

“[Paulo Neves] é, para mim, o principal responsável e nem teve a coragem de comparecer. Estes são os factos. Hoje vou virar esta página, aconteça o que acontecer no futuro, não vou voltar aqui. Não vou recorrer, e nem sequer ouvi as penas”, atirou.

“Não acho normal um GNR fazer o teste de álcool quatro horas depois e dizer simplesmente que estava ocupado com trabalho”, acrescentou Tony Carreira. Por fim, concluiu com uma mensagem: “Também faz parte da vida real, sim, que a minha filha não está cá”.

  Comentários