VARANDAS FALA EM HERANÇA PESADA E DIZ QUE, EM 2018, CUSTOS DO SPORTING ERAM PESADÍSSIMOS (COM VÍDEO)
No balanço dos quatro anos à frente dos leões, Presidente verde e branco falou sobre as dificuldades que encontrou quanto tomou posse
Redação Leonino
Texto
10 de Setembro 2022, 11:21
summary_large_image

Frederico Varandas defende que, em 2018, quando tomou posse, os custos do Sporting eram pesadíssimos e os ativos dos leões não valiam assim tanto. Em entrevista à televisão do Clube, o Presidente dos leões referiu que foi necessário reduzir custos para garantir a sustentabilidade dos verdes e brancos.

“Tínhamos uma estrutura pesadíssima e os nossos ativos não valiam assim tanto”

  • “A primeira metade do mandato serviu para otimização. Tivemos de reduzir os custos. De forma curta, mas tivemos de o fazer. Tínhamos uma estrutura pesadíssima e os nossos ativos não valiam assim tanto. Uma vez atingido esse ponto, nos dois anos seguintes, focámo-nos nas receitas. Fizemos um trabalho no qual temos tido muito sucesso. Não existe sucesso financeiro sem sucesso desportivo”

“Em 2018, não tínhamos condições financeiras”

  • “Quando tomámos posse, em 2018, sabíamos as dificuldades que teríamos pela frente. Sabíamos a situação débil do Clube, que não íamos ter os recursos financeiros que necessitávamos para resolver a situação do Clube. Mas tínhamos, tivemos e temos o mais importante: os valores, as nossas ideias e princípios. Nunca abdicámos disso. Não pode haver maior património do que os valores: a integridade, os princípios e o exemplo que se dá. Em 2018, não tínhamos as condições financeiras, mas essa força interior, esses valores que nos fizeram conseguir galgar obstáculos à nossa frente”

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Fotografia de Sporting

  Comentários
Subscreva a newsletter Leonino
Email