"ACREDITO QUE NÃO DEMORE MUITO": AMANDA STAVELEY GARANTE QUE AL NASSR DE CRISTIANO RONALDO PODERÁ JOGAR NA LIGA DOS CAMPEÕES
Co-proprietária do Newcastle garante que UEFA vai abrir exceção para as equipas da liga saudita
Redação Leonino
Texto
8 de Março 2024, 21:43
Cristiano Ronaldo, Al Nassr, Sporting, Liga dos Campeões

Amanda Staveley, co-proprietária do Newcastle, compareceu, na passada quinta-feira, no Bloomberg Power Players Summit em Jeddah, na Arábia Saudita. Foi nesta mais recente aparição pública que a financista britânica garantiu a futura presença de um clube saudita numa futura edição da Champions League, algo que afeta diretamente o Al Nassr de Cristiano Ronaldo.

“Tenho a certeza de que haverá um clube saudita na Liga dos Campeões. Não sei quanto tempo [levará], mas, conhecendo a Arábia Saudita, não acho que demore muito”, garantiu a empresária, que detém parte do Newcastle, clube financiado pelo PIF, fundo monetário que controla os principais clubes da liga que está ‘chocar’ o mundo.

Nasser Al-Khelaifi, presidente da Associação Europeia de Clubes (ECA), não admite por enquanto que uma participação do género tenha lugar na Champions League. O também presidente do Paris Saint-Germain, campeão francês, afirmou que não vê “alguém de fora [da Europa]” a participar na liga europeia da UEFA.

Apesar das reservas de Al-Khelaifi em admitir a possibilidade de um participante não europeu na competição, ela não é certamente de descartar – principalmente tendo em conta as possibilidades financeiras dos clubes sauditas. Tem havido rumores de que a Saudi Pro League tem interesse numa vaga de qualificação para uma futura época da Liga, num novo formato em linha com o “modelo suíço” que a UEFA já explicou de forma sucinta e simples nas redes sociais.

Staveley é conhecida por ter uma abordagem muito mais aberta acerca destes assuntos que a maioria dos proprietários de clubes de futebol. Por isso mesmo, não se inibiu de dar a sua opinião no Bloomberg Summit. Acredita que é apenas uma questão de tempo até vermos um clube saudita competir na UEFA Champions League.

Além da opinião polémica que divulgou na cimeira saudita, a diretora-executiva do Newcastle conseguiu ainda debater outros tópicos durante a sua aparição de cerca de 20 minutos em palco. Falou acerca das transferências do clube, o impacto do fair play financeiro e o preço que o consórcio pagou pelo clube.

  Comentários