“BASTA OLHAR PARA O ESTÁDIO, DE NOVO COM PÚBLICO E SEM AQUELAS CLAQUES AMEAÇADORAS”
No jornal ‘A Bola’, Henrique Monteiro considerou que “há cerca de 400 sócios que monopolizam a palavra nas AG”, revelando ainda que Rogério Alves não deverá recandidatar-se
Redação Leonino
Texto
28 de Outubro 2021, 11:33

Henrique Monteiro considera que “dentro do Sporting há um outro clube constituído por sócios que não sabem mais do que se tornar maçadores”. Num artigo de opinião no jornal ‘A Bola’, o jornalista argumentou que, para verificar isso mesmo, “basta olhar o estádio, de novo com público e sem aquelas claques ameaçadoras”, revelando ainda que Rogério Alves não deverá recandidatar-se.

“Na última AG cruzei-me com um membro da Direção de Bruno de Carvalho. Reparei que ainda está indignado por coisas de que nem me lembro”

  • “Dentro do Sporting há um outro clube constituído por sócios que não sabem mais do que se tornar maçadores. Na última AG cruzei-me com um deles, membro da Direção de Bruno de Carvalho. Reparei que ainda está indignado por coisas de que nem me lembro”.
  • “Ganhámos o último campeonato e a Taça da Liga. Estamos na Champions, onde o último resultado foi prometedor (4-1 na Turquia); estamos na Taça da Liga e basta-nos um empate com o Penafiel para irmos à final four; estamos na Taça de Portugal e vamos receber Varzim no dia 18 de novembro, depois de termos ganho ao verdadeiro Belenenses por 4-0, no Restelo; estamos a um ponto do primeiro lugar do campeonato, depois de já termos defrontado o Porto e o Braga, ao passo que o líder ainda não enfrentou nenhum dos maiores e viu-se aflito para vencer o Vizela, com um golo quase miraculoso, de colheita tardia”.

“Há cerca de 400 sócios que monopolizam a palavra nas AG e acham tudo errado”

  • “Há cerca de 400 sócios que monopolizam a palavra nas AG e acham tudo errado, tudo mal, tudo usurpado, tudo roubado e ainda mais nomes que não escreverei. Esses sócios ganham as AG onde, praticamente, só vão eles. Depois, a mesa da AG ou a Direção convoca outra, para confirmar ou infirmar esses resultados, e já aparecem seis mil, como no sábado passado, e mostram aos maldispostos, maçadores de profissão, que eles são relativamente poucos, ultraminoritários entre os sócios”.

“Votam aqueles que gostam de Varandas e ainda os que não gostando tanto, não podem com aquele grupo”

  • “Foi o que se passou com as vitórias de mais de 80% que a Direção obteve. Votam aqueles que gostam de Varandas e ainda os que não gostando tanto, não podem com aquele grupo. E sobre isto, é preciso fazer qualquer coisa. Já propus várias vezes que as AG fossem diferentes, mas parece que gostam de um estilo de Assembleia em que aqueles que se atreveram a enfrentar um dirigente que estava a arruinar o nosso Sporting são insultados ou ameaçados”.

“Basta olhar o estádio, de novo com público e sem aquelas claques ameaçadoras”

  • “Mas basta olhar o estádio, de novo com público e sem aquelas claques ameaçadoras. Estão a voltar as famílias e as crianças. Mesmo contra o Moreirense, que não é um cartaz extraordinário, a assistência foi considerável e a tensão que se vivia antes da pandemia desapareceu. Felizmente!”.

“Agora que o presidente da MAG decidiu não se recandidatar”

  • “Agora que o presidente da MAG decidiu não se recandidatar, e que as eleições de março ou abril do próximo ano se aproximam rapidamente, seria altura para as candidaturas sérias (a começar pela do próprio presidente e sua equipa) terem propostas construtivas para a vida do clube. Para extirpar de vez este legado com que ainda vivemos”.
  Comentários