CASO DA GARAGEM NÃO CHEGOU AO FIM: SPORTING (E VARANDAS) RECORRE PARA O TAD
Clube de Alvalade, Presidente dos leões e Miguel Braga contestam decisão do Conselho de Disciplina da FPF. Porto, Sérgio Conceição, Vítor Baía e Rui Cerqueira na mira leonina
Duarte Pereira da Silva
Texto
28 de Junho 2022, 15:16
summary_large_image

O ‘caso da garagem’ conheceu, esta terça-feira, 28 de junho, novo capítulo. O Sporting recorreu, para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), da decisão do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, que ilibou Sérgio Conceição.

Sporting SAD, Frederico Varandas e Miguel Braga recorrem

O recurso dos leões, que na realidade são três, surge através da Sporting SAD, de Frederico Varandas e ainda de Miguel Braga. No que ao Presidente dos leões diz respeito, o líder leonino contesta a absolvição de Sérgio Conceição e os castigos aplicados à Porto SAD (multa de 16 mil euros), a Vítor Baía (suspensão de 25 dias e uma multa de 3.440 euros) e a Rui Cerqueira (suspensão de 115 dias e multa de 3.825 euros).

Quanto à SAD leonina e a Miguel Braga, estão em causa afirmações proferidas na sequência do clássico realizado no Estádio do Dragão. A SAD do Sporting foi multada em quase 21 mil euros e o responsável de comunicação dos leões suspenso por 60 dias e multado em mais de 10 mil euros.

Lembrar que, após a partida, o Presidente do Sporting foi à sala de imprensa dos azuis e brancos deixar duras críticas à arbitragem e ao Porto, tendo sido posteriormente agredido.

Fotografia de Sporting

  Comentários