CATAMO DEIXA MOÇAMBIQUE AOS SALTOS! ATÉ ADEPTOS DO BENFICA CELEBRAM GOLOS DO ALA DO SPORTING
Talento do jovem moçambicano dos leões não deixou ninguém indiferente; Secretário de Estado vibrou com os tentos do jogador
Redação Leonino
Texto
8 de Abril 2024, 15:43
Geny Catamo, Sporting, Benfica

O Sporting venceu o Benfica (2-1), em Alvalade, em disputa decisiva que permitiu aos leões ampliar para quatro pontos a distância de vantagem para os rivais encarnados – segundos na tabela – na Liga Portuguesa. Do lado da casa, ambos os golos foram de Geny Catamo, herói improvável cujo talento não deixou ninguém indiferente. O ala conseguiu até que adeptos das águias festejassem os seus remates e se pronunciassem sobre o feito com orgulho nas redes sociais.

Gilberto Mendes, secretário de Estado do Desporto de Moçambique, partilhou uma fotografia do camisola 21 do Sporting, parabenizando-o e admitindo: “Até eu que gosto do Benfica, mas emocionei-me com os golos. Well done, rapaz. Que orgulho”, escreveu o político compatriota de Geny Catamo.

O dirigente foi ainda mais longe na publicação que fez no Facebook, onde se lê: “O nosso orgulho nacional! Génio Geny Catamo marca dois golos ao Benfica. Parabéns, Sporting!”, citação que é prova de que o jogador leonino deixou Moçambique inteiro em celebrações.

Também Junaide Lalgy manifestou o seu orgulho em Geny Catamo. O presidente dos Black Bulls, emblema de Maputo que o jogador do Sporting representou em 2018, publicou uma fotografia em que aparece com o ala verde e branco, com a legenda “Puto”.

Acerca dos festejos em Moçambique, Hélder Duarte, treinador português dos Black Bulls, estabelece uma comparação: “Tal como nós, portugueses, fazíamos quando o Cristiano Ronaldo atingia algum grande marco na carreira”, relembra.

Os compatriotas de Geny Catamo continuam a acompanhar o futebol do Sporting, Benfica e Porto. Hélder Duarte confessa mesmo: “‘picam-se’ mais por causa dos clubes portugueses do que propriamente por causa dos clubes moçambicanos” e “Mesmo os benfiquistas ficaram felizes por ter sido um moçambicano a resolver isto”, remata o técnico.

  Comentários