COM BAIXAS E REGRESSOS CONFIRMADOS, RÚBEN AMORIM VÊ-SE ‘OBRIGADO’ A MEXER EM PUZZLE DO SPORTING
Treinador do Clube de Alvalade terá algumas dores de cabeça na preparação para o Clássico com os dragões
Redação Leonino
Texto
27 de Abril 2024, 10:16
Rúben Amorim, Sporting,

A equipa do Sporting entra, este domingo, em campo, no Estádio do Dragão, para defrontar o Porto, em duelo relativo à 31.ª jornada da Liga Portugal Betclic. Com Matheus Reis e Adán lesionados, estes deverão ser as duas baixas de peso para o embate diante dos azuis e brancos, num onze que contará com alterações.

Com o regresso de Ousmane Diomande (cumpriu castigo no triunfo com o Vitória de Guimarães) este irá discutir, com Jeremiah St Juste, um lugar mais à direita na habitual defesa a três do Clube de Alvalade. Já as alas serão ocupadas por Geny Catamo e Nuno Santos, tal como tem sido habitual desde a lesão do camisola 2 do Sporting.

Já no meio-campo do Sporting a principal dúvida vai para a escolha entre Daniel Bragança e Hidemasa Morita, para fazer dupla com Morten Hjulmand. O português tem estado em grande plano nas últimas partidas, tendo até alinhado como titular, pelo que Rúben Amorim poderá ter uma grande dor de cabeça entre o camisola 23 e o nipónico.

Já a frente de ataque permanecerá de igual modo com Viktor Gyokeres, Francisco Trincão e Pedro Gonçalves. O trio de futebolistas têm vivido dias felizes com a Listada verde e branca sendo que todos estes foram obreiros do triunfo alcançado frente ao Vitória de Guimarães no passado domingo, 21 de abril.

O Sporting volta a entrar em campo frente ao Porto no próximo domingo, dia 28 de abril, às 20h30. A deslocação ao Estádio do Dragão diz respeito a jogo válido para a 31.ª jornada do Campeonato Nacional, que pode ser mesmo a disputa do título. Caso o Benfica perca frente ao Braga no sábado e o Sporting vença o Porto domingo, os leões sagram-se automaticamente campeões.

Recorde-se que na primeira volta os leões venceram, no Estádio José Alvalade, o Porto, por 2-0. Os golos do Sporting foram apontados por Viktor Gyokeres e Pedro Gonçalves naquele que foi um dos duelos decisivos pelas contas dos lugares cimeiros da Liga.

  Comentários