DAQUI NÃO LEVAM NADA! DEPOIS DE DERROTA NA FINAL DA TAÇA DA LIGA INGLESA, CHELSEA PREPARA-SE PARA SE ATIRAR A PEÇA CHAVE DO SPORTING
Todd Boehly já procura novas opções para o clube londrino, que tem feito uma temporada aquém das expetativas
Redação Leonino
Texto
28 de Fevereiro 2024, 17:50
Frederico Varandas, Todd Boehly, Sporting, Chelsea

O Chelsea sofreu uma derrota na final da Taça da Liga inglesa no último fim de semana, contra o Liverpool (1-0).  Com estes recentes acontecimentos, procuram um novo treinador para assumir o comando técnico da turma inglesa e Amorim foi já posto em cima da mesa.

Atualmente em 11.º lugar na tabela, com apenas 35 pontos, já a 12 pontos dos lugares europeus e a 17 pontos das posições de acesso à Champions, o clube de Londres está a atravessar a Premier League de uma péssima forma  e sem boas perspectivas futuras.

Mauricio Pochettino parece ter os dias contados e no final da temporada deverá abrir caminho para outro treinador. De acordo com o Daily Mail desta terça-feira, o proprietário do Chelsea, Todd Boehly, tem Rúben Amorim na sua lista de desejos, revelando um longo interesse por parte de Boehly no atual treinador do Sporting.

A busca pelo sucessor do técnico argentino já começou e o Daily Mail indica que, apesar do interesse do Chelsea em Amorim, o treinador do Sporting tem vários pretendentes e é provável que siga para outro grande clube europeu.

Sabe-se agora também que as bancadas do reduto verde e branco no próximo dérbi da Taça de Portugal, contarão com olheiros do Liverpool, Chelsea, PSG e Manchester United, segundo avança o jornal Record. O trio britânico e os franceses vão, sobretudo, observar Rúben Amorim, mas não descartam vários jogadores do plantel dos leões.

Rúben Amorim chegou ao Sporting em março de 2020, oriundo do Braga, a troco de uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Desde então, o técnico liderou os leões em 196 encontros, tendo vencido 136, empatado 30, perdido 30 e conquistado um Campeonato Nacional (2020/21), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021).

  Comentários