"JÁ DEVIA ESTAR NO ARSENAL OU NO CHELSEA": COLEGA DE CRISTIANO RONALDO NO AL NASSR ATIRA RÚBEN AMORIM PARA FORA DO SPORTING
Companheiro do português na Arábia acredita que treinador dos leões vai deixar Alvalade muito em breve
Redação Leonino
Texto
27 de Fevereiro 2024, 09:21
Ruben Amorim, cristiano ronaldo, sporting, al nassr

Anderson Talisca, médio do Al Nassr, partilhou balneário com Rúben Amorim no Benfica. O colega de Cristiano Ronaldo recorda os tempos que viveu ao lado do atual treinador do Sporting e garante que o técnico dos leões “já devia estar no Arsenal ou no Chelsea”.

“O gajo está em grande, hein?! Tenho acompanhado muito o trabalho dele- Jogava a médio e ainda fiz alguns jogos com ele. Já sabia que ia virar treinador… Dava logo para perceber”, começou por contar o internacional brasileiro, em entrevista ao jornal Record.

“Dava para sentir que ia dar treinador. Ele dizia-nos muitas vezes: ‘Vou ser bom, vão ver!’. Era muito inteligente taticamente. Nem corria muito, queria a bola no pé, construir jogo… Nós perguntávamos ‘como é que consegues?’. Sempre foi alguém muito inteligente dentro de campo”, garantiu.

“O que está a fazer só é surpresa para quem não conviveu com ele nos tempos de jogador, porque sempre foi alguém muito bom taticamente, inteligente e, acima de tudo, bastante humilde”, reforça o canarinho, que se tem dado bem ao lado de Cristiano Ronaldo.

Apesar de terem jogado juntos nos encarnados, Talisca explica que o sucesso de Amorim em Alvalade “é trabalho” e que o técnico dos leões “é uma pessoa espetacular” que, na ótica do internacional brasileiro, vai deixar os verdes e brancos e até já o devia ter feito.

“Acho que está na hora de treinar um clube de outra dimensão, um Arsenal, um Chelsea – aliás, já devia estar lá. A carreira dele vai ser fantástica. Só precisa de continuar o que está a fazer”, terminou Anderson Talisca, mostrando-se fã do trabalho do técnico verde e branco.

Rúben Amorim chegou ao Sporting em março de 2020, oriundo do Braga, a troco de uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Desde então, o técnico liderou os leões em 196 encontros, tendo vencido 136, empatado 30, perdido 30 e conquistado um Campeonato Nacional (2020/21), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021).

  Comentários