DE MÃOS A ABANAR! SPORTING E AMORIM SEM SORTE EM CERIMÓNIA INTERNACIONAL
Leões marcaram presença nos nomeados, mas não levaram os prémios para casa
Redação Leonino
Texto
29 de Maio 2024, 09:46
Rúben Amorim, West Ham, Porto, Sporting, Estoril

Na tarde da passada terça-feira, 28 de maio, a ilha de Sardenha, em Itália, foi a anfitriã da ‘Edição Europa’, prestigiada cerimónia dos Globe Soccer Awards. Tanto o Sporting como Rúben Amorim integravam a lista de nomeados para os galardões de melhor equipa e treinador, respetivamente. No entanto, nem tudo correu como os leões esperavam.

O campeão nacional português, representado na ilha transalpina pelo Presidente Frederico Varandas, viu a equipa do Manchester City, tetracampeão de Inglaterra, ser o escolhido após uma votação que decorreu online. Rúben Amorim, que assegurou o segundo título ao serviço dos verdes e brancos, fazia parte de uma lista com dez treinadores, no entanto, foi o espanhol Xabi Alonso, mais votado para melhor técnico ao serviço do Bayer Leverkusen, que levou o prémio para casa.

Na cerimónia esteve ainda presente Pedro Proença, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que enalteceu com um discurso as nomeações dos três portugueses (Rúben Amorim, Bernardo Silva e João Neves) e do Clube verde e branco.

“É a marca do talento português no futebol europeu e mundial. Têm sido recorrentes estas nossas presenças institucionais, é bom sinal, um sinal de afirmação do futebol e do talento que vamos produzindo ano após ano”, declarou o também presidente da Associação de Ligas Europeias, citado pela assessoria da LPFP.

Recorde-se que com mais uma época terminada, Rúben Amorim somou um troféu esta temporada para juntar à coleção: dois Campeonatos Nacionais (2020/21 e 2023/24), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021). Com a derrota dos verdes e brancos frente ao Porto, a sexta em 54 encontros na presente temporada -, o Sporting não consegue juntar a Taça ao título de Campeão. Os leões procuravam erguer a prova rainha pela 18.ª vez. A última conquista aconteceu em 2018/19, sob comando técnico de Marcel Keizer.

  Comentários