EX COLEGA DE CRISTIANO RONALDO ATRAVESSA MÁ FASE: RASHFORD PODE ESTAR DE SAÍDA DO MANCHESTER UNITED
Avançado inglês que foi colega de equipa de CR7 pode abandonar Old Trafford na próxima janela de transferências
Redação Leonino
Texto
1 de Maio 2024, 16:56
Cristiano Ronaldo, Ex Sporting, Marcus Rashford, Manchester United

Marcus Rashford começou o seu percurso no futebol na formação do Manchester United, em 2010/11. Desde então, o avançado britânico escalou até ao plantel principal dos red devils e aí se manteve, não tendo alinhado por nenhum outro emblema. O jogador que já partilhou o balneário de Old Trafford com Cristiano Ronaldo atravessa um mau momento desportivo e contempla abandonar a casa que o viu crescer.

Na consequência do rendimento desportivo que tem demonstrado esta época, bastante aquém daquilo que seria de esperar, Rashford tem sido amplamente criticado pelos adeptos do Manchester United e até já se inclinado a abandonar o clube.

De acordo com informações avançadas pelo jornal britânico The Athletic, o Manchester United pretende continuar com o internacional inglês que se manteve sempre fiel a Old Trafford. O avançado tem contrato assinado com os red devils para as próximas quatro temporadas desportivas.

Contudo, segundo a mesma fonte, caso Marcus Rashford assim o deseje, os red devils não tomarão ações para dificultar uma transferência do Manchester United, caso chegue ao emblema britânico uma proposta que agrade o suficiente para largar o avançado de 26 anos.

Na corrente temporada, Marcus Rashford – avaliado em 60 milhões de euros – leva já 40 jogos disputados ao serviço do Manchester United. Ao longo dos 2.961 minutos em que esteve dentro das quatro linhas, o inglês fez um total de oito finalizações e cinco assistências.

Cristiano Ronaldo, craque português com quem Rashford partilhou balneário em Old Trafford, teve duas passagens pelo Manchester United ao longo da sua carreira. Somando as duas, o internacional disputou pelo clube britânico 346 jogos, tendo marcado 145 golos e feito 58 assistências.

  Comentários