“HOUVE UMA ALTURA EM QUE O QUERIAM MANDAR EMBORA”
Em declarações ao jornal A Bola, Sousa Cintra, antigo Presidente do Sporting CP, recordou que foi durante a sua passagem por Alvalade que Jovane Cabral viu o seu contrato ser renovado
Duarte Pereira da Silva
Texto
28 de Junho 2020, 16:06
summary_large_image

“Houve uma altura em que até parecia que o queriam mandar embora… É um craque, que quis ficar no Sporting CP. E o Sporting CP tem de ficar com os bons jogadores (…) É um fora de série e vai demonstrar isso. Tem grande futuro”, a declaração é de Sousa Cintra, antigo Presidente do Sporting CP.

Em declarações ao jornal A Bola, Sousa Cinta recordou que “fui eu quem lhe renovou o contrato, na altura não tinha dinheiro para comprar uma casa” e acrescentou que “estava consciente de que se tratava de um grande jogador, além de uma pessoa fantástica”.

Questionado sobre se se arrepende de ter renovado com o extremo, o antigo Presidente dos leões é perentório: “Não estou nada arrependido de ter feito o que fiz. É um jogador que ajuda o Sporting CP, que continue assim”.

Por fim, quanto à hipótese de Jovane renovar contrato o Clube de Alvalade, Sousa Cintra afirmou que pode ser vantajoso que tal aconteça: “Ele (Jovane) já tem uma cláusula grande (60 milhões de euros), está no bom caminho, tem evoluído, espero que continue. Aumentar a cláusula e a duração do contrato pode ser bom, mas isso compete à atual Direção”.

  Comentários