JOGADOR QUE SAIU DO SPORTING DE MODO ATRIBULADO ABRE O LIVRO SOBRE ADEUS A ALVALADE: "FOI UM DOS MOMENTOS MAIS..."
Ao serviço dos leões, atleta realizou 340 encontros e foi um dos jogadores mais importantes dos últimos anos
Redação Leonino
Texto
9 de Janeiro 2024, 13:30
adeptos sporting atalanta

Diego Cavinato, antigo ala do Sporting, concedeu uma entrevista, presente na edição desta terça-feira do jornal Record, onde relembrou a forma com que saiu do Clube de Alvalade bem como das boas memórias que guarda da sua aventura de leão ao peito. Recorde-se que o ex-camisola 17 foi acusado de doping num despiste.

“Foi um dos momentos mais difíceis. Nem foi a carta a revelar que tinha caído no doping, foi dizer aos meus colegas que já não faria mais parte do grupo, que tinha acontecido aquilo tudo. Se não foi o momento mais difícil da minha vida, foi um dos mais delicados”, começou por dizer.

“Acho que manchei um pouco a história que fiz. Sei que os adeptos não pensam assim. Queria ter saído de outra forma e aconteceu o que aconteceu, mas penso que eles se vão lembrar de mim com carinho, porque sempre fui uma pessoa querida, respeitei todos e dei o máximo”, atirou Cavinato.

Ainda no mesmo momento, Cavinato recordou o melhor momento que viveu de leão ao peito: “O da primeira Champions, em 2019. O Sporting nunca tinha ganho, mas ali ganhou e ajudei com um golo. Ainda me lembro de ver os adeptos no aeroporto e no pavilhão. Foi dos momentos mais marcantes da minha vida”.

Cavinato chegou ao Sporting em 2015/16, proveniente do Acqua e Sapone (Itália). Ao serviço dos verdes e brancos, o ala italiano de 38 anos fez 340 golos em 341 jogos, tornando-se o maior goleador da história da modalidade verde e branca.

No total, o futsalista conquistou 21 títulos sob batuta de Nuno Dias: seis campeonatos nacionais, duas Liga dos Campeões, quatro Supertaças, cinco Taças de Portugal e quatro Taças da Liga, contribuindo para o sucesso tremendo dos leões.

Recorde aqui este golaço de Cavinato:

Imagem de destaque
  Comentários