JORGE JESUS OUVE DAS BOAS DE EX MÉDIO DO SPORTING: "TREINAVA A LATERAL E CENTRAL. NÃO ME DAVA O VALOR QUE MERECIA"
Jogador que esteve várias temporadas no emblema verde e branco aponta críticas ao atual técnico do Al Hilal
Redação Leonino
Texto
19 de Março 2024, 20:06
Jorge Jesus, Sporting, Al Hilal

João Palhinha recordou os primeiros tempos na equipa A do Sporting. Em entrevista ao podcast ‘1 para 1’, o médio do Fulham falou dos tempos em que foi orientado por Jorge Jesus e de como se sentiu desvalorizado pelo técnico que o chegou a colocar “a lateral e central”.

“E não vou esconder que há certos momentos em que tive dúvidas que as coisas fossem correr bem. Também passei por processos difíceis e lembro-me que, nos meus primeiros anos do Sporting e da equipa A, estive um ano e meio praticamente sem jogar, na altura com Jorge Jesus, ou seja, sentia que o meu papel dentro dessa equipa não era importante. Lembro-me que treinava a lateral direito, a defesa central e sentia que não me estavam a dar o valor que merecia”, começou por dizer.

“Cheguei a sentir que as coisas não iam passar dali. Não estava feliz, não estava motivado. Sentia que não me estavam a dar o valor que merecia, apesar de ser ainda miúdo. Até hoje esse foi o período mais desgastante para mim, em termos mentais, e que mais me fez questionar se algum diria viria a ter sucesso e poder alcançar aquilo que sempre sonhei fazer.

“E depois quando foi essa transição do Sporting para Braga, em que tive um empréstimo no Braga de dois anos e as coisas felizmente começaram a correr bem. E foi aí, foi no Braga que eu comecei a acreditar que podia chegar longe, ou seja, a chama voltou a acender dentro de mim”, prosseguiu.

“Depois veio a seleção, depois fui campeão nacional também no Sporting. Ganhei muitos troféus também no Sporting, nos anos a seguir que tive lá com o Rúben. Ou seja, as pessoas conheceram um João diferente daquilo que tinha sido no Sporting nos primeiros anos e eu também”, disse.

“Se tivesse saído do Sporting de Braga para outro clube, em vez de ter regressado ao Sporting… senti que não tinha demonstrado aquilo que eu realmente valia no meu clube de formação. E acho que também foi muito importante para mim, enquanto pessoa, dar uma resposta diferente e mostrar às pessoas o que eu valia, e juntar isso a títulos foi fantástico”, explicou.

Imagem de destaque
  Comentários