NÃO HÁ PÃO PARA MALUCOS! ESPECIALISTAS DIZEM QUE ESTRELA DO SPORTING PODE SAIR POR... 60% DO VALOR DA CLÁUSULA
CIES - Observatório do Futebol revela que números pedidos pela Direção dos leões são demasiado altos
Redação Leonino
Texto
20 de Março 2024, 19:46
Viktor Gyokeres, Gonçalo Inácio, Sebastián Coates, Eduardo Quaresma, Morten Hjulmand, Nuno Santos, Francisco Trincão, Pedro Gonçalves, Sporting, Vizela

O CIES – Observatório do Futebol, garante que Viktor Gyokeres poderá deixar Alvalade por valores bem abaixo aos que estão presentes na cláusula de rescisão. As grandes exibições do avançado do Sporting valem-lhe interessados sobretudo em Inglaterra.

O estudo foi feito, de acordo com a fonte em questão, com base no “Modelo CIES, com bónus e 100% dos direitos económicos, não contando com cláusulas de rescisão”, lê-se, nas redes sociais da plataforma, que partilhou a análise com os milhares de seguidores.

Vários foram os adeptos do Sporting que não queriam acreditar nos números apresentados até porque Viktor Gyokeres é apenas o oitavo jogador da lista – liderada por António Silva (115M) e João Neves (96M) do Benfica, com Gonçalo Inácio (87M) a fechar o pódio. No entanto, qualquer venda abaixo do valor da cláusula de rescisão é para esquecer, uma vez que Frederico Varandas recusa qualquer tipo de negócio.

Até ao momento, Viktor Gyokeres – avaliado em 55 milhões de euros – leva 39 encontros realizados (3.196 minutos), 36 golos e 13 assistências, sendo a grande figura da turma de Rúben Amorim na presente temporada. O avançado tem contrato com o Sporting até junho de 2028 e uma cláusula de rescisão de 100 milhões de euros, tendo vários gigantes europeus interessados na sua contratação.

Inicialmente, o Sporting pagou 20 milhões, mais 4 por objetivos e custos de intermediação, por Viktor Gyokeres. Contas feitas, ao dia de hoje, o sueco já custou 24,8 milhões aos cofres leoninos, sendo que existem, ainda, 3 milhões em objetivos por alcançar, o que pode atirar o investimento no sueco para bem perto dos 30 milhões (27,8).

Confira a publicação:

Imagem de destaque
  Comentários