OBRIGADO! TODD BOEHLY AVISA VARANDAS: CHELSEA NÃO QUER ESTRELA DO SPORTING
Emblema da Premier League já tomou a sua decisão e tal não inclui o nome de peça basilar do Clube de Alvalade
Redação Leonino
Texto
23 de Maio 2024, 11:42
Frederico Varandas, Todd Boehly, Sporting, Chelsea

O Chelsea terá ‘riscado’ Rúben Amorim da sua lista final de candidatos a suceder ao lugar de Mauricio Pochettino. Com quatro nomes definidos, Todd Boehly deixou o Sporting de Frederico Varandas descansado, visto que o técnico português não surge entre as opções.

Segundo avança a Sky Sports, tanto Amorim como Sérgio Conceição, treinador do Porto, ficaram de fora desta ‘shortlist’ elaborada pelos blues, que se apressaram a criar a mesma para iniciarem o ‘plano’ de substituir o técnico argentino, com quem alcançaram um acordo de rescisão de contrato.

No entanto, a estação televisiva britânica escreve que os técnicos de leões e dragões chegaram mesmo a ser hipóteses – isto depois de terem sido apontados pela imprensa desportiva -, no entanto, não passaram à fase seguinte para o Chelsea. Assim sendo, neste momento, Todd Boehly está dividido entre o seguinte quarteto: Kieran McKenna (Ipswich Town), Enzo Maresca (Leicester City), Thomas Frank (Brentford) e Sebastian Hoenesse (Estugarda).

A mesma fonte avança, ainda, que o Chelsea chegou a esta lista de treinadores depois de considerar todos os elementos que poderiam fazer estes nomes encaixar na estrutura do emblema britânico. Recorde-se, no caso, que a tática de Rúben Amorim ‘preocupava’ os responsáveis do clube da Premier League.

Chelsea, refira-se, terminou a temporada de 2023/24 no sexto lugar da Premier League com 63 pontos somados, tendo falhado a conquista da Taça de Inglaterra e da Taça da Liga inglesa. O treinador argentino deixa o comando técnico do Chelsea ao fim de uma temporada, na qual totalizou 26 vitórias, 11 empates e 14 derrotas, entre todas as competições.

Ao comando do Sporting, Rúben Amorim conquistou cinco títulos: dois Campeonatos Nacionais (2020/21 e 2023/24), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021). O treinador tem contrato com o Clube de Alvalade até junho de 2026 e uma cláusula de rescisão de 20 milhões para emblemas estrangeiros e 30 para clubes nacionais.

  Comentários