PINOTES BATISTA USA "ESCÂNDALO AMORIM" NO SPORTING PARA DEIXAR FARPAS AO PORTO
Adepto afeto ao Clube de Alvalade comentou os acontecimentos dos últimos dias no seio dos dragões
Redação Leonino
Texto
5 de Junho 2024, 14:47
André Pinotes Batista, Sporting, Frederico Varandas, Pinto da Costa, Porto

André Pinotes Batista serviu-se do caso mais polémico no Sporting na presente temporada – a viagem de Rúben Amorim a Londres – para deixar algumas farpas ao Porto e à forma como Sérgio Conceição e a sua família se estão a comportar no momento em que o técnico deixou o leme dos dragões.

“Num ápice, e sem que nada o fizesse prever, Sérgio Conceição e a sua entourage exalaram labaredas contra o edifício de um clube em chamas. O ataque desenfreado ao até agora adjunto, Vítor Bruno, ficará na história como um dos mais insólitos, irracionais e violentos processos de mudança de treinador da história do futebol”, começou por escrever, na sua coluna de opinião, no jornal Record.

“Imagine o leitor que depois de anunciar em conferência de imprensa que as decisões quanto ao seu futuro apenas a si diziam respeito, Rúben Amorim via toda a sua família recorrer às redes sociais para acusar Carlos Fernandes de tudo fazer para chegar ao topo, somando-se-lhes fortíssimas juras – de lealdade até à morte – de um primo de Adélio Cândido e acusações de traição por parte de um sobrinho de Emanuel Ferro. Parece mentira? Mas é verdade”, continuou.

“Felizmente, na realidade Sporting, tudo isto é ficção, uma vez que o “escândalo Amorim” se resumiu tão somente a uma viagem, desnecessária, em dia de folga. A vida ensina-nos a não apoucar os outros nas suas fases de maior fragilidade. Nós, Sportinguistas, não esquecemos os risos de quem então se julgava intocável”, escreveu ainda.

A terminar, Pinotes Batista, adepto do Sporting, deixou uma mensagem ao dragões: “André Villas-Boas apresentou-se aos sócios sob o mote “Só há um Porto“, resta saber se ainda há um Porto inteiro. Boa sorte”, acrescentou.

  Comentários