REGRESSO AOS TREINOS SEM TITULAR: SPORTING DE RÚBEN AMORIM PREPARA PARTIDA FRENTE AO BRAGA
Turma de Alvalade enfrenta emblema minhoto na jornada 21 do campeonato, às 18h00 de domingo, dia 11 de fevereiro
Redação Leonino
Texto
9 de Fevereiro 2024, 14:34
Sporting, treino, Rúben Amorim

O Sporting regressou aos treinos, esta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, na segunda sessão de trabalhos depois de os leões terem batido a União de Leiria, nos quartos-de-final da Taça de Portugal, com um bis de Viktor Gyokeres e mais um golo de Pedro Gonçalves.

Na Academia Cristiano Ronaldo, Rúben Amorim contou com quase todo o plantel, à exceção de Ousmane Diomande, que segue no CAN (Campeonato Africano de Nações), depois de a Costa do Marfim ter vencido a República Democrática do Congo, para chegar à final da prova. O jogo decisivo será disputado no domingo, dia 11 de fevereiro, pelas 20h00, frente à Nigéria de José Peseiro, antigo treinador do Sporting.

Fora das contas continuam Iván Fresneda, Jeremiah St. Juste e Paulinho – lesão no pé. O jovem lateral-direito espanhol sofreu uma lesão e teve de ser operado ao ombro, ainda em 2023. A data de previsão do regresso do defesa de 19 anos aponta para inícios de março, segundo as últimas informações disponíveis. Já o defesa central neerlandês, apesar de ter estado a recuperar a bom ritmo, “voltou a sentir algo no pé”, como confirmou o treinador do Sporting, após a vitória de 8-0, aplicada ao Casa Pia, na jornada 19 da Liga Portugal Betclic.

Os comandados de Rúben Amorim regressam aos trabalhos na no sábado, dia 10 de fevereiro, de forma a afinar os últimos detalhes para a próxima partida. O treino decorre na Academia Cristiano Ronaldo, à porta fechada, e o técnico dos leões fará, posteriormente, a antevisão ao embate com o Braga.

O Sporting volta a entrar em campo no domingo, 11 de fevereiro, para o embate da jornada 21 do campeonato nacional. A partida diante do emblema minhoto está agendada para as 18h00, no Estádio José Alvalade e vê os leões com ‘fome’ de vingar a derrota na final four da Taça da Liga – partida em que a turma verde e branca dominou do início ao fim, tendo sofrido num dos poucos remates adversários à baliza de Franco Israel.

  Comentários