“SÓ TÊM OLHOS PARA O FUTEBOL, QUE GIRA MAIS DINHEIRO”
Taynan mostrou-se crítico às federações nacionais e internacionais, no mesmo dia em que a reunião para debater regresso das modalidades de pavilhão foi adiada
Maria Pinto Jorge
Texto
9 de Julho 2020, 11:47
summary_large_image

Nesta quarta-feira, dia 8 de julho, Taynan, jogador de futsal do Sporting CP, mostrou-se bastante crítico e revoltado com as “federações nacionais e internacionais”. Tal acontece no mesmo dia em que a reunião para debater o regresso das modalidades foi adiada, para sexta-feira, dia 10, entre a Direção Geral de Saúde (DGS), a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto (SEJD) e as cinco federações das modalidades de pavilhão – andebol, basquetebol, futebol (futsal), hóquei em patins e voleibol.

O ala dos leões aproveitou uma publicação no Instagram oficial do Sporting CP para pedir respeito pelos atletas e pela modalidade.

“Nós atletas também, mas é uma pena que as federações nacionais e internacionais só têm olhos para o futebol, que tem mais retorno e gira mais dinheiro. Eles não pensam nas nossas famílias, que dependem de nós! Que falta de respeito “, escreveu, numa publicação em que os leões escrevem “Sentimos a falta desta alegria no Pavilhão João Rocha”.

De relembrar que todas as provas de futsal foram terminadas no mês de março, devido à Covid-19, sem ainda existirem datas para o seu regresso.

 

  Comentários