"TIVE UMA FASE MENOS POSITIVA" - TITULARÍSSIMO DO SPORTING ADMITE QUE TEVE JOGOS MENOS CONSEGUIDOS; PUPILO DE AMORIM CONTA TUDO
Futebolista do Clube de Alvalade concedeu entrevista, abordando momentos negativos que viveu recentemente
Redação Leonino
Texto
4 de Janeiro 2024, 09:20
Marcus Edwards Ricardo Esgaio Nuno Santos Sporting

Ricardo Esgaio chegou ao 150.º encontro pelo Sporting e, em entrevista ao canal do Clube, falou em “grande orgulho” por atingir o registo pelos leões, mas relembrou os momentos menos bons que viveu recentemente pelo Clube de Alvalade.

“É um muito de grande orgulho, sinal de trabalho e também ajuda de todos nestes 150 jogos. São muitos jogos e é um motivo de orgulho fazer esta marca”, começou por dizer o pupilo de Rúben Amorim, antes de recordar os momentos poucos conseguidos que enfrentou.

“Tive uma fase menos positiva no Clube, mas toda a gente ajudou-me a ultrapassar essa fase. Marquei o golo que precisava [contra o Famalicão, no Estádio José Alvalade, na época passada], agora é trabalhar para conseguir ainda mais. Mas sobretudo ajudar a equipa para conseguir os objetivos. Foi especial por ser perante os nossos adeptos. Senti o carinho e estava lá a minha família. Obviamente é especial”, sublinhou.

“Os resultados ajudam mas vive-se um bom momento tanto dentro como fora do campo. Temos um grupo muito bom e nota-se a entreajuda que temos. Nem todos os jogos as coisas vão sair bem. Mas não pode faltar atitude para ajudar a equipa da melhor maneira possível. Por vezes vamos todos falhar, há dias menos bons, mas temos de ajudar a equipa”, admitiu, recordando o regresso ao Sporting, em 2021.

“São muitos anos. Voltei, conheço muita gente cá, muita gente que apanhei na formação e volto a apanhar na equipa A. É normal haver uma ligação especial porque são muitos anos. O Sporting significa muito, porque chegámos cá com 12/13 anos e todos ajudaram-me a formar como homem. Ajudou a ser a pessoa que sou, tive de deixar a minha casa cedo e a minha família sempre me ajudou”, afirmou Ricardo Esgaio.

  Comentários