TRIUNFO SUADO NO JOÃO ROCHA
São Mamede apresentou uma boa réplica
Redação Leonino
Texto
29 de Fevereiro 2020, 16:47

Num Pavilhão João Rocha com pouco mais de 100 pessoas nas bancadas no início do jogo – os números oficiais foram de 250 adeptos –, a equipa de Gersinho somou mais três pontos ao bater a equipa do AA São Mamede por 3-1.

O primeiro set esteve empatado até ao 2-2, altura em que a equipa de São Mamede de Infesta conseguiu disparar para 2-5. Os leões de Gersinho não tremeram e rapidamente deram a volta, com cinco pontos seguidos até ao 7-5, o que obrigou Nuno Coelho a parar o jogo. A pausa de pouco serviu e os leões conseguiram subir a vantagem para três pontos: 9-6. Dos seis pontos cedidos, três foram por serviços para fora.

Dinis Alves, o melhor marcador do campeonato, saiu do jogo por lesão num pulso e isto pareceu unir a equipa da zona de Matosinhos, que conseguiu recuperar a desvantagem para 13-12. Com o aproximar no marcador a equipa reagiu e construiu uma vantagem de quatro pontos (17-13), com Nuno Santos a parar novamente o jogo. A pausa não surtiu efeito e a vantagem aumentou para cinco aos 19-14, tendo-se mantido até perto do fim, altura em que os leões conseguiram fechar o set por 25-18.

O segundo set começou com a equipa forasteira a ter novamente uma vantagem de três pontos cedo (1-4). Os leões reagiram e deram a volta ao marcador, com 5-4, mas os nortenhos também souberam reagir e voltaram a criar a vantagem de três pontos aos 7-10. A vantagem foi-se mantendo sempre nos três pontos de diferença, com muitos serviços falhados de parte a parte. A equipa do São Mamede ainda aumentou a vantagem para quatro pontos (13-17), mas os leões foram conseguindo recuperar até ao empate a 20 que se transformou em vantagem ao 21-20 com um bloco de Renan Purificação. Nuno Coelho voltou a parar o jogo e fez efeito, com o marcador a virar para 21-23. Os leões ainda conseguiram evitar o primeiro set-point com um remate de Rodrigo Pernambuco, mas acabaram mesmo por perder o set por 23-25. Estava feito o empate a 1.

A equipa de Gersinho começou bem o terceiro set e conseguiu uma vantagem de três pontos ao 4-1. Os leões conseguiram aumentar a vantagem para 8-3 e Nuno Coelho parou o jogo, o que desconcentrou Rodrigo Pernambuco no serviço, que fez falta. No entanto, a paragem não surtiu efeito e a vantagem aumentou para 10-4. Os leões foram deixando que o São Mamede se aproximasse no marcador e a diferença chegou a ser de dois pontos aos 21-19, mas dois pontos seguidos fizeram o Sporting ficar muito próximo do triunfo e nem nova pausa de Nuno Coelho fez com que o sentido de jogo mudasse, com o resultado final a ser 25-21. Os leões estavam novamente na frente do marcador e a um set de fechar o jogo.

O quarto set começou com ponto cá, ponto lá, com muitos serviços falhados de parte a parte novamente, até ao 7 igual, altura em que os leões conseguiram criar uma vantagem de três pontos com Renan Purificação no serviço. O empate voltou ao marcador aos 15-15 e Gersinho parou o jogo. A pausa fez bem e os leões assumiram o comando com uma vantagem que foi até ao 19-16, mas os forasteiros reagiram e voltaram a estar a um ponto aos 20-19. Aí foi a vez da equipa de Gersinho voltar a mostrar as garras e voltam a por a vantagem de três pontos e que conseguiram alargar até ao 25-21 final.

A pensar no jogo europeu da próxima quinta feira Gersinho não utilizou os dois jogadores mais velhos da equipa, Miguel Maia e Angel Dennis. Curiosamente os dois mais novos também não jogaram: Lourenço Martins e André Sapina.

  Comentários