ADEPTO DO SPORTING PRÓXIMO DE ANTÓNIO COSTA DEFENDE TAYNAN E AVIVA A MEMÓRIA AO BENFICA: “PRINCÍPIOS NÃO PRESCREVEM”
Polémica em torno da final da Taça da Liga entre leões e águias continua a fazer correr muita tinta
Redação Leonino
Texto
25 de Janeiro 2024, 08:51
Taynan, Sporting, Benfica

André Pinotes Batista, conhecido adepto do Sporting e deputado do Partido Socialista bastante próximo de António Costa, saiu, esta quinta-feira, 25 de janeiro, em defesa de Taynan. Num artigo de opinião no jornal ‘Record’, o comentador da ‘CMTV’ aponta o dedo ao Benfica, lembrando que os “princípios não prescrevem”.

“Neste escrito não se defenderá, nem se relativizará, quem na condição de substituto invadiu o campo e interrompeu uma jogada promissora. Neste escrito não se falará da escandalosa penalidade que sobre Zicky ficou por assinalar, mas ao invés procurar-se-á desmascarar a hipocrisia orquestrada, para incendiar os corações e toldar a visão das massas”, começa por referir André Pinotes Batista.

“Taynan podia e devia pedir desculpa ao Futsal. De forma sentida. Porém, tal ato tornou-se impossível e até supérfluo, esvaziado pela discreta ação da central cartilheira da Luz. O paradoxo de tudo isto vive na constatação – óbvia – que a tentativa de apagamento do mérito desportivo do Sporting é – em si mesma – um vergonhoso ato anti-desportivo”, refere o deputado do Partido Socialista.

“Se o instinto de Taynan não tem perdão, mesmo no contexto do calor dos instantes finais de um jogo decisivo, porque nos pedem que santifiquemos aqueles que com frieza, hipocrisia e premeditação orquestraram calmamente a elevação deste episódio a escândalo nacional?”, atira André Pinotes Batista.

“Por fim, quanto ao pedido de repetição do jogo, só nos resta recordar a velha tirada atribuída ao filósofo-sapateiro de Braga: “Ou há moralidade ou comem todos”. Fosse pura a motivação da indignação do diretório de propaganda do Sport Lisboa e Benfica e a esta hora já teria dado entrada um pedido de repetição da Taça da Liga de 2009. Afinal de contas, hipocrisia também é anti-desportiva e os princípios não prescrevem”, finaliza o conhecido adepto do Sporting.

  Comentários