BENFICA VENCEU GIL VICENTE, MAS JORGE COROADO E FORTUNATO AZEVEDO APONTAM DEDO A JOÃO NEVES: "INFRAÇÃO CLARA E ÓBVIA" (COM VÍDEO)
De acordo com os antigos árbitros, golo dos encarnados deveria ter sido invalidado pelo VAR
Redação Leonino
Texto
5 de Fevereiro 2024, 07:14
Benfica, Gil Vicente, João Neves

O Benfica triunfou, no passado domingo, 4 de fevereiro, o Gil Vicente, por 3-0, com golos de Arthur Cabral, João Neves e Rafa Silva. Contudo, para Jorge Coroado e Fortunato Azevedo, o segundo golo das águias deveria ter sido invalidado, por falta de João Neves sobre Félix Correia.

“João Neves, para ganhar a bola, carrega o gilista indevidamente nas costas, razão para interromper o jogo e marcar livre direto. O VAR devia ter intervindo”, refere Jorge Coroado, em declarações ao jornal ‘O Jogo’. Fortunato Azevedo partilha também da opinião do antigo árbitro: “João Neves derruba com os braços pelas costas o defensor, impedindo-o de jogar a bola. Infração clara e óbvia que era merecedora dar intervenção do VAR”.

No final da partida, Vítor Campelos, técnico do Gil Vicente, chamou a atenção para um bloqueio ilegal no primeiro golo do Benfica: “Acabámos por sofrer dois golos num momento em que somos fortes, bolas paradas. Parece-me que há um bloqueio ao Rúben no primeiro lance, mas, como disse, não podíamos ter sofrido esses golos de bola parada somos fortes nesse momento do jogo”.

Com este resultado, e fruto do adiamento do Famalicão – Sporting, o Benfica assume a liderança da Liga Portugal Betclic, com 51 pontos em 20 encontros (16 vitórias, três empates e uma derrota). Os leões são segundos, com 49 pontos em 19 partidas (16 triunfos, um empate e dois desaires). O Porto ocupa o terceiro lugar, com 45 pontos, enquanto o Braga é quarto, com 40 pontos.

Confira o lance entre João Neves e Félix Correia:

  Comentários