DE VOLTA! PUPILO DE RÚBEN AMORIM ESTÁ DE REGRESSO E JÁ CONTA PARA O TREINADOR DO SPORTING
Leões têm estado desfalcados, mas há boas notícias para o técnico da Listada verde e branca
Redação Leonino
Texto
1 de Março 2024, 12:52
Rúben Amorim, Sporting, Rio Ave

Desde dezembro afastado dos relvados devido a uma entorse no tornozelo esquerdo, o defesa central Jeremiah St. Juste, de 27 anos, voltou a ser opção para Rúben Amorim no dérbi contra o Benfica (2-1). Apesar de ter evoluído gradualmente durante o período de recuperação, o jogador não tinha tido minutos competitivos desde então.

No último minuto do confronto, aos 90’+2, o neerlandês entrou em campo para substituir o jovem Eduardo Quaresma, uma substituição que marcou assim o seu regresso à ação pela Listada verde e branca, depois de um longo período lesionado.

Após o apito final, o defesa ainda teve a oportunidade de ‘matar saudades’ de Kökçü, com quem jogou no Feyenoord, na Holanda. Os dois jogadores aproveitaram para colocar a conversa em dia após o emocionante confronto entre as duas turmas lisboetas, no qual o leão saiu por cima.

O Sporting conseguiu superiorizar-se no embate e desde muito cedo dominou o jogo. Logo aos 9′ minutos, Pedro Gonçalves abriu as portas à vitória e fez o primeiro do lado leonino. Já na segunda metade foi Viktor Gyokeres, ao minuto 54′, que aumentou a vantagem leonina. Nuno Santos ainda fez o terceiro que acabou anulado por fora de jogo.

Jeremiah St. Juste , relembre-se, foi adquirido por 9,5 milhões de euros, mais 2 milhões em variáveis, no início da temporada 2022/23, oriundo do Mainz, da Bundesliga. Desde então, o defesa central dos verdes e brancos tem estado afastado bastante parte do tempo.

Na presente época leva apenas nove encontros – quatro no Campeonato Nacional, dois na Liga Europa, dois na Taça de Portugal e um na Taça da Liga –, contabilizando um total de 395 minutos, ou seja, uma média de 49’ por partida. O neerlandês jogou apenas 12,87% de todos os minutos da turma de Rúben Amorim em 2023/24, números que deixam Frederico Varandas e os restantes responsáveis do Sporting nada satisfeitos.

  Comentários