DEVE SER PARA RIR! MINISTÉRIO PÚBLICO ACUSA MATHEUS REIS DE AGREDIR MENOR DE IDADE, MAS VARANDAS VAI DEFENDER DEFESA DO SPORTING
Jogador verde e branco já tinha sido ilibado destas acusações, que agora voltam à baila
Redação Leonino
Texto
6 de Março 2024, 12:06
Matheus Reis, Sporting, Frederico Varandas

O Ministério Público (MP) considera que Matheus Reis, defesa do Sporting, agrediu um apanha-bolas do Porto no clássico entre leões e dragões realizado no reduto dos azuis e brancos em agosto de 2022, que terminou com derrota do Clube de Alvalade por três bolas a zero.

Num despacho revelado pelo Porto Canal, e de acordo com o MP, Matheus Reis terá, de forma “livre, voluntária e consciente”, agredido o jovem apanha-bolas de 13 anos. O MP vai mais longe e dá a sua visão dos acontecimentos: “O ofendido pousou no chão uma bola que ia entregar ao arguido, que propositadamente com a sua cabeça e antebraço esquerdo contra o tronco do corpo”.

De acordo com informações avançadas pelo jornal Record, o Clube de Alvalade, liderado por Frederico Varandas, está totalmente disposto a apoiar o defesa brasileiro no processo, de modo a defender o jogador que não houve qualquer tipo de agressão. De recordar que este caso foi arquivado em novembro de 2022 pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Esta temporada, no Sporting, Matheus Reis – avaliado em 8 milhões de euros – leva 37 encontros (2.241 minutos): 21 na Liga Portugal Betclic (1.084), oito na Liga Europa (593), cinco na Taça de Portugal (387) e três na Taça da Liga (177). O brasileiro de 28 anos apontou quatro assistências, diante do Boavista, Sturm Graz, Porto e Casa Pia.

Ao todo, desde que chegou ao Sporting de Rúben Amorim, oriundo do Rio Ave, em janeiro de 2021, Matheus Reis realizou 147 encontros, marcou três golos, fez seis assistências e conquistou um Campeonato Nacional (2020/21), uma Taça da Liga (2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira. O brasileiro tem contrato com o Sporting até junho de 2026 e uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

  Comentários