"É COMO UM PAI PARA MIM": EDUARDO QUARESMA AGRADECE A PILAR DO SPORTING (E NÃO É RÚBEN AMORIM)
Jovem central do Clube de Alvalade teceu vários elogios a peça-chave dos verdes e brancos
Redação Leonino
Texto
21 de Março 2024, 15:50
Rúben Amorim, Eduardo Quaresma, Sporting

Eduardo Quaresma tem sido uma das surpresas da temporada do Sporting. Mais ‘maduro’, o central tem vindo a ganhar espaço na equipa de Rúben Amorim e reconhece muito mérito a Sebastián Coates, capitão do plantel verde e branco.

“Com o Seba [Coates] aprendo tudo. O Seba é como um pai para mim, aprendo todos os dias com ele dentro e fora de campo. A ser melhor jogador e a ser mais focado e, como já devem ter reparado, em campo ele ajuda-me muito. Está sempre a falar comigo, a dizer-me para fazer isto ou aquilo e eu ganho muito com isso. Sei disso e, por isso, tento seguir o exemplo e aproveitar a experiência que ele tem e aquilo que ele me quer dar”, começou por dizer, ao Jornal Sporting.

Edu recordou ainda a época do título e as grandes lembranças que não esquece: “Guardo muitos bons momentos e sobretudo o ter sido campeão. Foi uma época inesquecível. Marcou-me muito e nunca me vou esquecer de 2020/21. Ainda hoje me recordo de várias coisas dessa temporada e falo muito com jogadores que já não estão cá, sobretudo com o Nuno Mendes ou com o Tiago Tomás porque crescemos juntos. Tínhamos um grupo muito bom e isso fez também a diferença”.

Recém chamado à seleção sub-21, o central admite que “É sempre uma grande felicidade, para qualquer jogador, representar a Seleção Nacional. A qualificação tem corrido bem e agora temos mais dois jogos para continuar esse bom momento. O foco está nestes dois jogos e depois regressar ao Sporting e dar tudo nestes jogos que faltam até ao fim da época”.

Esta temporada, Eduardo Quaresma – avaliado em 7 milhões de euros – leva 23 jogos pelo Sporting: 14 na Liga Portugal Betclic, três na Taça de Portugal, quatro na Liga Europa e dois na Taça da Liga. Ao todo, nos 1.347 minutos em que esteve dentro das quatro linhas, o defesa apontou um golo. O atleta tem contrato até junho de 2025 e uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros. Apesar de não ter contado para Rúben Amorim até ao Clássico com o Porto, o ‘camisola 72’ vem em crescendo e aguarda uma renovação do vínculo que o liga aos leões.

Imagem de destaque
  Comentários