EX PORTO SAI EM DEFESA DE ADÁN E DIZ QUE CULPA DO MAU MOMENTO DO GUARDIÃO DO SPORTING É DE RÚBEN AMORIM
Exibições do guarda-redes dos leões nos últimos encontros têm ficado aquém do esperado
Redação Leonino
Texto
8 de Dezembro 2023, 11:53
Antonio Adán, Sporting, Farense

Silvino, antigo jogador e treinador de guarda-redes do Porto, considera que o mau momento de Antonio Adán não é apenas da sua responsabilidade, apontando o dedo a Rúben Amorim e à forma como a equipa do Sporting defende.

“É bem possível que os números mostrem que o Adán está a fazer menos defesas, mas como é que está o Sporting? Eu estou em Madrid, mas acompanho a grande maioria dos jogos e vejo que a equipa joga de uma maneira diferente”, começa por dizer Silvino.

“É certo que há uma grande entreajuda entre a defesa e o meio-campo, mas nem sempre os alas recuam no momento certo e, com menos oportunidades, os adversários conseguem criar mais perigo. É certo que os rivais têm menos possibilidades de jogarem na área do Sporting, e isso faz com que o Antonio tenha uma intervenção menor em relação aos últimos anos. Creio que a análise dos dados deve também responsabilizar os colegas de equipa e o próprio Rubén Amorim”, atira o ex-Porto.

“Tinha que escolher um guarda-redes da formação do Real Madrid, tinha mais dois, e eu escolhi o Antonio dadas as suas qualidades. Por vezes quando temos de trabalhar com três guarda-redes há dois que ficam distraídos, às vezes a conversar. Para evitar essa situação, quando trabalhava com um, dizia aos outros para ficarem um em cada poste para aprenderem com os erros do colega”, revela Silvino.

“Há jogadores com mais anos de Sporting no plantel e o Adán já é um dos capitães e eu posso garantir que não foi por acaso. Tem feito coisas bonitas no clube, é muito inteligente e sabe estar no balneário. É uma pessoa com características de líder. Quando for a Portugal vou tentar estar com ele, por vezes ainda lhe envio mensagens”, finalizou o técnico de guarda-redes.

  Comentários